9 dicas para evitar a impotência

9 dicas para evitar a impotência

Nós já sabemos que a única coisa que não pode ser evitada é a morte, mas há outras coisas que podem ser feitas pela remoção. Siga estas recomendações caso um dia você tenha que enfrentar essas situações.

0 0
1. Se você não quer ter disfunção erétil, a primeira coisa a evitar é envelhecer. Tenha um estilo de vida saudável, evite junk food, frituras e excesso de farinhas. Opte por legumes melhores, também para peixe e marisco.

2. Não tente encontrar a solução para seus problemas de ereção em alimentos afrodisíacos, como ceviche ou suco de borojó, porque realmente não foi provado que funciona.

3. O amor não produz ereções, portanto, é necessário ter estímulos eróticos adequados.

4. Medo, ansiedade e depressão são emoções incompatíveis com o prazer sexual; portanto, evite esses humores quando tiver um momento íntimo com seu parceiro.

5. Exercício, homens sedentários com impotência que fazem atividade física melhoram as ereções em 30%. É recomendável que você faça pelo menos meia hora de cardio pelo menos três vezes por semana.

Leia também: Estimulante sexual masculino qual é o melhor

6. O que você prefere, jogar ou fumar? Se você escolheu a primeira coisa, não fume. Fumar produz um espasmo da artéria do pênis, altera o armazenamento de sangue e produz a liberação de substâncias que relaxam prevenindo a ereção.

7. Ter ereções freqüentes, porque melhora a oxigenação peniana prevenindo a impotência. Você pode produzir ereções de várias maneiras, deixo isso à sua imaginação e à do seu parceiro.

8. Se a sua ereção estiver perdendo rigidez e se a obtenção for cada vez mais difícil, ou se você a deixar cair muito em breve, consulte o seu urologista rapidamente. É mais fácil tratar a disfunção erétil quando ela começa do que ir ao médico no último momento, quando a única alternativa é colocar uma prótese.

9. Não espere o seu parceiro pedir para ir ao médico porque de repente, nesse momento, o seu pênis pode ter morrido, lembre-se que um pênis vivo pode estar à espreita.

Disfunção sexual masculina (disfunção erétil; impotência)

Disfunção sexual masculina (disfunção erétil; impotência)

O que é disfunção sexual masculina (disfunção erétil, impotência)?
Estatísticas sobre disfunção sexual masculina
Fatores de risco para disfunção sexual masculina
Progressão da disfunção sexual masculina
Sintomas da disfunção sexual masculina
Exame clínico de disfunção sexual masculina
Como a disfunção sexual masculina é diagnosticada?
Prognóstico da disfunção sexual masculina
Como a disfunção sexual masculina é tratada?
Referências

O que é disfunção sexual masculina (disfunção erétil, impotência)?

Leia também: Viagra Natural

A disfunção erétil é a incapacidade de desenvolver ou manter uma ereção rígida o suficiente para permitir a penetração da vagina e, portanto, a relação sexual funcional. Geralmente, o termo disfunção erétil é aplicado se isso ocorrer com freqüência (75% do tempo) durante um período significativo se o tempo (várias semanas a meses). Se este for o caso, o termo impotência também pode ser usado.
A disfunção erétil pode se apresentar de diferentes maneiras. Alguns homens são completamente incapazes de desenvolver uma ereção. Alguns podem desenvolver uma ereção que não permaneça rígida o suficiente para permitir uma relação sexual satisfatória.
Existem várias causas de disfunção erétil, incluindo certos medicamentos (prescrição e não prescrição), causas psicológicas e problemas com os hormônios, nervos ou vasos sanguíneos que alimentam o pênis.
Outros problemas com a função sexual masculina incluem a falta de desejo sexual (libido), problemas com ejaculação (disfunção ejaculatória) e falta de sensação prazerosa (orgasmo) durante o sexo. Esses problemas não serão discutidos em detalhes.
A disfunção erétil é um problema comum. É importante que os homens que sofrem de disfunção erétil o discutam com seu médico, porque a condição pode ter um impacto negativo nos relacionamentos e na auto-estima; causas subjacentes sérias precisam ser excluídas; e tratamento eficaz está disponível.

Estatísticas sobre disfunção sexual masculina
Estima-se que a disfunção erétil afeta 150 milhões de homens em todo o mundo e mais de um milhão de homens na Austrália. Em geral, 25% dos homens australianos relatam disfunção erétil e 8,5% relatam disfunção erétil grave.
Em um estudo, 9,6% relataram ‘ocasional’ disfunção erétil, 8,9% relataram disfunção erétil ocorrendo ‘frequentemente’ e 18,6% relataram disfunção erétil ocorrendo ‘o tempo todo’. Destes, apenas 11,6% receberam tratamento. Em outro estudo, apenas 14,1% dos homens relataram que receberam tratamento, apesar de apresentarem disfunção erétil por mais de 12 meses.
A disfunção erétil nunca é ‘normal’, mas se torna mais comum e mais grave à medida que os homens envelhecem. Um estudo australiano relatou a taxa de disfunção erétil em diferentes grupos etários:

20 a 29 anos: 9,2%;
30-39 anos: 8,4%;
40 a 49 anos: 13,1%;
50-59 anos: 33,5%;
60-69 anos: 51,5%;
70-79 anos: 69,2%;
80+ anos: 76,2%
Devido ao envelhecimento da população australiana, espera-se que a disfunção erétil se torne mais comum.
Não há diferença entre a prevalência de disfunção erétil entre trabalhadores de “colarinho branco” e “colarinho-azul” na Austrália.

Disfunção sexual associada ao câncer
Entre 10 e 88% dos pacientes diagnosticados com câncer apresentam problemas sexuais após diagnóstico e tratamento. A prevalência varia de acordo com a localização e tipo de câncer e as modalidades de tratamento utilizadas. A sexualidade pode ser afetada pela quimioterapia, alterações na imagem corporal devido à mudança de peso, perda de cabelo ou desfiguração cirúrgica, alterações hormonais e tratamentos de câncer que afetam diretamente a região pélvica.
Problemas sexuais são relatados em muitos pacientes com câncer de próstata e testículo. Eles também são relatados em pacientes com câncer que não afetam diretamente órgãos sexuais, incluindo câncer de pulmão (48% dos pacientes), doença de Hodgkin (50%) e câncer de laringe (% 60) e de cabeça e pescoço (39-74%). .

Para mais informações, veja Dificuldades Sexuais Associadas ao Câncer em Homens.

Fatores de risco para disfunção sexual masculina
Disfunção sexual masculina Os fatores predisponentes para a disfunção erétil são os seguintes:

Era;
Condições médicas, como diabetes mellitus e doença cardiovascular;
Condições neurológicas incluindo ou decorrentes de demência, esclerose múltipla, acidente vascular cerebral ou lesão na coluna vertebral ou coluna vertebral;
Traumatismo pélvico, cirurgia de próstata, priapismo prévio, bicicleta de longa duração (> 4 horas / semana, dependendo do assento e da postura);
Depressão e estresse;
Pressão alta;
Obesidade;
Aumento do colesterol;
Fumar;
Certas drogas (alguns antidepressivos, particularmente ISRSs, diuréticos e outros);
Álcool e drogas recreativas como cocaína e heroína podem inicialmente estimular a excitação sexual, no entanto, o uso a longo prazo tem demonstrado levar à disfunção erétil.
Se um homem tem os fatores de risco para doenças cardiovasculares durante a meia-idade (tabagismo, obesidade, colesterol alto), ele corre um risco maior de desenvolver disfunção erétil.

Fonte: https://www.valpopular.com/viagra-natural/

Disfunção erétil / Impotência : causas, sintomas e tratamentos

Disfunção erétil / Impotência : causas, sintomas e tratamentos

A disfunção eréctil, ou impotência masculina, é a incapacidade temporária ou permanente em manter uma ereção satisfatória para uma relação sexual. No entanto, é útil diferenciar a impotência sexual de falhas ocasionais.

Estas são pontuais e devidas principalmente ao stress, fadiga, álcool, tabaco ou obesidade.

Pode-se falar em impotência apenas se o problema persistir por um período de mais de 6 meses. As falhas sexuais crônicas constituem uma disfunção sexual cada vez mais comum entre os homens, que atinge cerca de 30% na casa dos 40 anos.

Quais são os tratamentos ? Quais são as causas da impotência ? Como evitar ? Quem consultar ? Quais são as consequências para o homem ? Qual o papel do parceiro ? Respondemos a todas as perguntas que tiver, neste guia dedicado à disfunção eréctil e aos seus tratamentos !

Viagra : o tratamento mais recomendado para combater a ejaculação precoce
prix viagra france

Sem surpresas, Viagra é o medicamento mais prescrito para homens que desejam recuperar o controle sobre sua ereção e eliminar fases de impotência.

Este tratamento pertence a um grupo de medicamentos conhecidos como inibidores da fosfodiesterase do tipo 5. É prescrito para homens adultos que sofrem de disfunção eréctil, que consiste em uma incapacidade para atingir ou manter uma ereção suficiente para ter uma atividade sexual satisfatória.

Para que este medicamento seja eficaz, a estimulação sexual é necessária. É, portanto, um complemento e não uma pílula milagrosa ! Para descobrir alternativas ao Viagra, veja o resto do artigo.

Au sommaire [Cacher]

1 Viagra : o tratamento mais recomendado para combater a ejaculação precoce
2 A ereção : como funciona ?
2.1 Nota
3 Os sintomas de uma disfunção érectil
4 Por que sofremos de impotência : as principais causas
4.1 As causas fisiológicas :
4.2 As causas psicológicas :
5 Por que tem que se tratar rapidamente ?
6 A impotência é realmente reversível ?
7 As diferentes soluções para combater a disfunção erétil
7.1 Se a impotência é psicológica
7.2 Se a causa é fisiológica
8 Comparativo entre Spedra, Vitaros, Levitra, Viagra e Cialis
A ereção : como funciona ?
A ereção corresponde ao inchaço e endurecimento do pênis. Estes ocorrem quando, sob o efeito da excitação sexual, os corpos cavernosos que estão dentro do pênis se enchem de sangue. O prepúcio retrai-se então para expor a glande e permitir a relação sexual.

Ser capaz de ter uma ereção é mais complexo do que parece. De fato, vários componentes do corpo entram em jogo para ter uma relação sexual satisfatória:

o cérebro
os nervos
as hormonas
os vasos sanguíneos
Portanto, se uma dessas 4 partes apresenta um problema, é toda a “máquina” que começa a disfunção.

penis-erection

Nota
A impotência sexual não deve ser confundida com falta de desejo sexual ou ejaculação precoce. Também não é sinônimo de esterilidade. A impotência é um distúrbio por si só, que requer, portanto, medidas especiais para ser atenuada e / ou eliminada.

Os sintomas de uma disfunção érectil
A impotência sexual masculina afeta todos os homens, independentemente da cultura ou classe social. Embora muito comum depois dos 40 anos, também pode afetar pessoas mais jovens. Ela se define nos homens por :

a impossibilidade de manter uma ereção com rigidez peniana suficiente para permitir um relacionamento íntimo
a impossibilidade de obter uma ereção
E isso, apesar de um desejo sexual normal. Torna as relações sexuais e a masturbação difíceis, se não impossíveis, afetando assim grandemente o bem-estar daqueles que a experimentam. E é, em regra geral, extremamente mal vivida e envenena a vida de muitos casais.

Por que sofremos de impotência : as principais causas
A impotência é principalmente um problema de fluxo sanguíneo no pênis. Este problema pode ter muitas causas que devem ser eliminadas à medida com exames médicos. Assim, podemos distinguir duas famílias principais de perturbadores da ereção :

As causas fisiológicas :
obesidade
doenças cardiovasculares : hipertensão, hipotensão, aterosclerose, infarto…
diabete
tabagismo
doenças neurológicas : tumores, esclerose múltipla, doença de Alzheimer, doença de Parkinson…
certos medicamentos : antidepressivos, neurolépticos, diuréticos, betabloqueadores, pílulas para dormir, quimioterapia…
certos cancros
uma cirurgia de próstata ou bexiga
problemas de dependência : álcool, drogas
distúrbios hormonais : diminuição da testosterona, disfunção tireoidiana
insônia, fadiga
As causas psicológicas :
depressão, ansiedade…
trauma : acidentes, luto
dificuldades dentro do casal : tédio, infidelidade…
stress
um problema de identidade sexual…
Que a impotência seja causada por problemas médicos ou psicológicos, é bom saber que os riscos de contrair aumentam com a idade.

Causas da disfunção erétil

Causas-da-disfunção-erétil

Por que tem que se tratar rapidamente ?
É necessário tentar tratar a impotência sexual o mais rápido possível para que não se estabeleça e não se transforme num verdadeiro bloqueio psicológico. Além do fato de ser tratado para remediar aos problemas de autoestima e, para recuperar uma vida sexual satisfatória, é aconselhado realizar exames médicos o mais cedo possível, a fim de eliminar rapidamente uma das patologias mencionadas acima.

Embora muitos homens achem difícil falar sobre isso, o médico de família esta atento aos seus pacientes e garante a confidencialidade. Só ele pode prescrever análises mais avançadas e, se necessário, indicar um urologista, um sexólogo ou um psicólogo, dependendo da origem do problema.

A impotência é realmente reversível ?
Sim, hoje a impotência masculina não é mais uma fatalidade. Existe uma variedade de tratamentos adaptados a cada causa.

Saiba mais: Prime Male funciona

As diferentes soluções para combater a disfunção erétil
Felizmente, existem hoje muitas soluções para lidar com este problema doloroso e sentido como vergonhoso por aqueles que sofrem com ele. Muitas vezes, o tratamento envolve uma mudança de estilo de vida para se sentir melhor e cuidar de si.

O exercício físico é um componente obrigatório de qualquer tratamento. Não só benéfico para o corpo, é também um fator de relaxamento, necessário para obter uma ereção satisfatória.

Se a impotência é psicológica
Se a causa da impotência é psicológica, é necessário fazer uma terapia individual ou de casal ou mesmo consultar um sexólogo. Os tratamentos, listados abaixo, podem ajudá-lo, sem dúvida, mas não irão resolver o problema subjacente !

Se a causa é fisiológica
Os medicamentos
Existem muitos medicamentos disponíveis para ajudar a alcançar uma ereção firme e duradoura. Cada um é diferente, mas se distinguem dois modos de ação para escolher, de acordo com as prioridades do paciente :

um medicamento de ação rápida
um medicamento que aumenta a duração da ereção
É também possível tomar testosterona.

É importante lembrar que qualquer medicamento pode ter efeitos secundários e que, cada pessoa sendo diferente, estes podem ser mais ou menos bem tolerados. Existem também riscos com as interações medicamentosas. Deve ter-se o cuidado de consultar o seu médico acerca de qualquer outro tratamento, se necessário.

Além disso, tomar medicação não garante uma ereção que não pode ocorrer sem preliminares, indispensáveis para provocar uma excitação. Os indutores de ereção, portanto, garantem não haver um risco de ereções inoportunas.

Por outro lado, alguns homens lamentam um pouco o aspecto “mecânico” da sua tomada, que exige obrigatoriamente a previsão de uma relação sexual, uma vez que devem ser ingeridos alguns minutos antes desta.

Os principais medicamentos para ajudar a ereção são os seguintes :

Viagra : o tratamento mais conhecido e mais vendido em todo o mundo. Na forma de comprimidos, o Viagra possui o agente ativo Sildenafil e geralmente atua em menos de 60 minutos e por um período de 4 a 6 horas.
Cialis : quase tão conhecido como o primeiro, está também disponível na forma de um comprimido à base de Tadalafil e funciona até 36 horas após cerca de 40 minutos.
Spedra : o último no mercado, também está na forma de comprimidos, com base no Avalafil. Funciona em menos de 15 minutos (é o mais rápido!) E pode promover uma ereção durante 5 a 6 horas.
Levitra : ainda na forma de comprimido, à base de Vardenafil, atua após 30 minutos e por 4 a 6 horas.
Vitaros : o único tratamento na forma de Gel. É extremamente rápido (5 a 30 minutos), mas o seu raio de ação é o mais baixo entre todos os tratamentos: 1 a 2 horas.
Sildénafil : é a versão genérica do Viagra, com a mesma base de agente ativo. Permite causar uma ereção em menos de 30 minutos.
Caverject : o único tratamento na forma de injeção. Injeta diretamente na via intracavernosa do pênis para causar ereção depois da estimulação sexual.
Tratamentos locais
Para os pacientes que acham que tomar uma medicação é demasiado restritivo, há um tratamento local que consiste em injeções intercavernosas de Alprostadil, a fazer sozinho, diretamente no pênis cerca de 10 minutos antes da relação, a fim de assegurar uma ereção que pode durar de 1 a 2 horas

Alprostadil é uma variante da prostaglandina com propriedades vasodilatadoras e, assim, ajuda a estimular o fluxo sanguíneo no pênis.

pompe

Existe também um acessório para manter a ereção : a bomba de vácuo. É colocada no pênis antes da relação e depois acionada. Permite que o sangue flua para o pênis.

Uma vez inflado, um garrote deve ser colocado na base do pênis para manter esse influxo. De seguida, o garrote é removido quando a relação for concluída. Essa técnica requer alguma experiência e é apenas temporária, pois só funciona por 30 minutos.

Tratamentos cirúrgicos
Finalmente, para os mais radicais, especialistas desenvolveram vários tratamentos cirúrgicos. Até hoje, é possível :

A pose de um implante peniano que pode ser inflado ou semi-rígido (a última opção aumenta o risco de uma ereção quase constante). Na maioria das vezes, a bomba destinada a inflar está sob o escroto para uma ótima discrição. Este tipo de implante é completamente invisível, pois não contém líquido. Por outro lado, é importante notar que esta operação destrói irreversivelmente o tecido erétil ;
Uma intervenção de revascularização para pessoas com fluxo sanguíneo reduzido não relacionado ao diabetes. Essa técnica é reservada principalmente a pessoas que sofreram uma fratura de pélvis ou homens jovens;
Proceder a uma laqueação venosa em caso de derrame venoso. Esta operação permanece extremamente controversa ao momento.
Seja qual for a opção escolhida entre todos esses tratamentos, é importante falar sobre este problema com o seu/sua parceiro(a) para não atrapalhar o relacionamento.

Comparativo entre Spedra, Vitaros, Levitra, Viagra e Cialis
Às vezes é difícil encontrar um caminho entre todos os tratamentos médicos no mercado ! Estamos aqui para ajudá-lo a fazer a escolha certa, e isso envolve uma comparação objetiva dos diferentes critérios de seleção.

Porque apesar da eficácia de todos estes tratamentos contra a impotência esteja hoje comprovada, o que os diferencia bastante é 1) a posologia, 2) o preço e 3) o tempo de ação. Aqui está tudo o que precisa saber sobre os principais tratamentos agora disponíveis para compra que são : o Gel Vitaros, e os comprimidos Viagra, Levitra, Cialis, e claro, a novidade no mercado : Spedra!

Descubra as verdadeiras causas da ereção suave

Quando você ouve as palavras “bandagem macia” ou “disfunção erétil”, você considera uma condição que afeta apenas homens mais velhos? Embora a idade seja certamente um determinante do risco de ser impotente, ela pode afetar homens de todas as idades. Problemas de disfunção sexual podem ser difíceis ou embaraçosos, especialmente em um homem em idade avançada, mas é um problema que afeta mais pessoas do que você pensa. Se você diz para si mesmo: “Por que eu sou suave? Você não está sozinho!

Embora os homens que você vê nos comerciais de Viagra sejam geralmente idosos de cabelos brancos, a verdade é que uma porcentagem significativa dos homens afetados é bastante jovem. De fato, um estudo publicado no Journal of Sexual Medicine relata que um em cada quatro casos de impotência é diagnosticado em homens com menos de 40 anos de idade. Pesquisas sugerem que 40% dos homens na casa dos quarenta sofrem de disfunção sexual e 50% dos homens na casa dos cinquenta.

Com a disfunção erétil que afeta homens cada vez mais jovens, o que você pode fazer para evitar se tornar uma estatística e evitar uma ereção suave no momento mais importante? Tudo começa com o reconhecimento das causa sou fatores que podem aumentar o risco de desenvolver disfunção erétil e tomar medidas para corrigi-los, se possível. Aqui estão alguns dos principais fatores de risco para uma ereção fraca.

Conheça o estimulante sexual masculino chamado Tauron.

Eu não bato mais … por quê? 10 causas insuspeitas

Embora você possa pensar que sua tenra idade o protege da disfunção erétil, a idade é apenas um dos muitos fatores de risco que podem contribuir para a disfunção erétil. Aqui estão os dez principais fatores de risco:

  • obesidade
  • produtos farmacêuticos
  • Desequilíbrio hormonal
  • Problemas médicos
  • Má circulação
  • Condições psicológicas
  • Consumo de drogas / álcool
  • Maus hábitos alimentares
  • fumador
  • Estilo de vida sedentário

Embora a falta de ereção forte pareça afetar os homens cada vez mais jovens, a consciência dos fatores que aumentam o risco de desenvolver esse problema permanece baixa. De acordo com uma pesquisa realizada na Polônia, quase 50% dos homens tratados por doença cardíaca isquêmica não conseguiram nomear um dos seis principais fatores de risco para a impotência sexual. Isso é importante porque muitos dos fatores de risco de banda flexível  são evitáveis ​​ou reversíveis … ou ambos.

Ter tempo para aprender sobre condições ou hábitos que podem aumentar o risco de ter uma ereção fraca é a chave para fazer mudanças saudáveis ​​que poderiam impedir o desenvolvimento da doença ou, se você já estiver com sintomas, reverter naturalmente. Vamos dar uma olhada mais de perto nos dez principais fatores de risco.

  1. Obesidade – O excesso de peso ou obesidade pode aumentar o risco de muitos problemas de saúde, incluindo disfunção erétil. Pesquisas sugerem que quase 80% dos homens com problemas de ereção têm um IMC de 25 ou mais. Ter um IMC entre 25 e 30 aumenta seu risco em 1,5 vezes e um IMC superior a 30 vezes o risco de ter esse problema.
  2. Medicamentos – Medicamentos prescritos geralmente vêm com uma longa lista de efeitos colaterais indesejados, e para muitos deles, a disfunção erétil está na lista. Antidepressivos, beta-bloqueadores, anti-histamínicos, anti-histamínicos, agentes quimioterápicos e hormônios sintéticos são algumas das drogas mais prováveis ​​de causar um problema de ereção macia.
  3. Desequilíbrio Hormonal – Hormonas desempenham um papel em muitas funções vitais do corpo e até mesmo um ligeiro desequilíbrio pode afetar sua libido, bem como a sua capacidade de se curvar mais forte e naturalmente . A testosterona é o principal hormônio envolvido na disfunção erétil, mas um desequilíbrio de outros hormônios causados ​​por problemas de tireóide ou pituitária também pode contribuir.
  4. problemas médicos – problemas de saúde que afetam a sua circulação (tais como diabetes tipo 2, doença cardíaca e pressão arterial elevada ) pode aumentar o risco de impotência. A síndrome metabólica, colesterol alto e doença de Parkinson e outros distúrbios neurológicos, também pode ter um efeito.
  5. Má circulação sanguínea – muitas vezes causada por uma doença cardíaca, má alimentação ou danos vasculares causadas por diabetes , má circulação é um dos principais fatores que contribuem para a disfunção eréctil. Se o fluxo sanguíneo para o pênis não é o suficiente, você não pode obter ou manter uma ereção dura.

Sexo: 7 dicas para dar o máximo prazer ao seu homem, acariciando-o

As meninas costumam reclamar que o homem não sabe como lhes dar prazer adequadamente. Deve ser dito que o corpo da mulher é complexo e não reage da mesma maneira que o dos meninos. Mas também devemos estar cientes de que o macho não é um objeto automático e que devemos saber como lidar com ele. Dando prazer ao seu namorado parece fácil e quase mecânico, ainda há muitas coisas para evitar e dicas para levá-los ao sétimo céu. 

Obviamente, nenhuma dessas dicas deve se tornar sistemática, pois, como as mulheres, os homens são todos diferentes e podem ser mais ou menos sensíveis a certas carícias. Então, para ter certeza de que você está certo, ouça primeiro o seu corpo e sua respiração, que lhe dirá seu nível de prazer. Como sempre, a comunicação libera muitas situações. 

1 – Cuide das suas mãos

Alguns pequenos detalhes podem ajudá-lo a seguir o caminho certo. A primeira coisa, para carícias íntimas, são as suas mãos. É a palma dos seus membros que vai andar no corpo do seu parceiro, por isso é melhor ter pele macia e não áspera . As unhas pintadas podem às vezes adicionar um toque sensual às suas carícias, mas, novamente, depende das pessoas. Por outro lado, tente não ter as unhas por muito tempo , poderia causar danos. 

2 – Elevar a temperatura

Quanto a você, a excitação em um homem deve ser provocada, desencadeada e mantida. Se parece mais fácil iluminar, porque mais visível provavelmente, também é delicado. Para se masturbar seu cônjuge, você pode começar por excitar as zonas erógenas . Então, quando você chegar na cueca, vá devagar, primeiro com as pontas dos dedos e, em seguida, cada vez mais intensamente, apenas para elevar a temperatura. 

3 – Umedecer

Para garantir uma boa aderência, é aconselhável umedecer o pênis do seu homem para um gesto mais fluido. Você pode fazer isso de diferentes maneiras: cuspir em sua mão ou usar sua boca diretamente em seu sexo . Por outro lado, a água é uma boa ideia falsa e pode irritar a pele mais do que qualquer outra coisa.

4 – Alterar pressão e velocidade

Uma vez iniciado, é importante variar os prazeres. Então, vá a diferentes velocidades de masturbação, diferentes níveis de pressão também. A alternância entre a boca e as mãos também aumentará as sensações de prazer no outro. Você também pode tentar a técnica de “sem tocar”: imitar o gesto de masturbação, mas sem realmente tocar seu pênis, apenas mantenha os dedos ao redor. 

5 – Não esqueça os testículos

Alguns meninos preferem que você se concentre na base do sexo deles, outros mais na glande. Em ambos os casos, não há necessidade de ir e voltar solto demais . E não se esqueça que você tem duas mãos, e que a outra também pode servir para intensificar o prazer, por exemplo, acariciando os testículos. Eles são parte do lote e às vezes seria desaprovado esquecê-los. Mas cuidado, esta é uma área particularmente sensível que deve ser tratada com cuidado. 

6 – Não agite demais

A aceleração pode ser uma boa técnica, mas tenha cuidado para não abalar sua arte como maracas. Você corre o risco de diminuir a excitação ou até de machucá-la . Sempre tente ser o mais sensual possível, por exemplo, mantendo o pulso firme. 

Conheça o melhor estimulante sexual masculino chamado Big Size.

7 – Faça definhar

Finalmente, quando o fim estiver próximo, não mostre que você tem cãibras no braço e que você não pode esperar que ele termine. Continue alternando ritmos e carícias com sua segunda mão. Quando você sentir que o resultado está próximo (ouvindo seu parceiro), não tenha pressa e o deixe enlouquecer. Você pode especialmente parar no último momento (não muito tarde ou isso estragaria tudo), e depois retomar mais. 

Falta de rigidez do pênis: um distúrbio de ereção

Uma ereção ? É o pênis que cresce e se torna rígido … Mas não é muito preciso. O que é uma força ” normais ” para uma ereção ? Quando devo consultar um médico se a rigidez não parece suficiente ou satisfatória? E como julgar?

O que torna a rigidez de uma ereção?

Durante uma ereção , o pênis fica rígido porque fica cheio de sangue. Sob o efeito da estimulação, os músculos da base do pênis relaxam. Eles deixam o sangue entrar nos chamados corpos cavernosos, dois cilindros que percorrem o comprimento do pênis . Formados por uma concha flexível mas muito resistente, os corpos cavernosos se recuperam e se tornam muito rígidos : é a ereção . Muitas causas podem parar este mecanismo:

  • Excesso de colesterol no sangue ou doença cardiovascular.
  • Diabetes.
  • Algum trauma neurológico
  • Muitos medicamentos (incluindo anti-hipertensivos, antidepressivos, tranquilizantes e muito mais).
  • O uso de tabaco e álcool.

Fatores psicológicos também podem desempenhar um papel: ansiedade, depressão, medo do fracasso podem diminuir a qualidade da ereção .

Quando se pode dizer que a falta de rigidez é um distúrbio de ereção?

É uma questão mais complexa do que parece. A frequência da disfunção erétil aumenta com a idade (1): eles afetam mais da metade dos homens com mais de sessenta anos de idade. No entanto, sua gravidade pode variar de distúrbios ocasionais e bem experimentada até uma ausência total de ereção , ou ereções que não permitem um relatório completo.

A pergunta que os homens, ou casais, devem fazer é “a qualidade de minhas ereções (ou as do meu parceiro) permite que eu tenha uma vida sexual e um casal completo?”

Conheça o estimulante chamado Macho Power.

E se minhas ereções não forem rígidas o suficiente?

A boa notícia, se a resposta for negativa, é que existem soluções. O primeiro passo é ir ao seu médico ou urologista para discutir o problema e suas causas.

Isso pode incluir prescrever medicamentos – Viagra®, Cialis® ou Levitra® – para ajudá-lo a obter melhores ereções . Se as causas dos problemas de ereção são bastante psicológicas, um acompanhamento por um terapeuta, sozinho ou em casal, pode tornar possível melhorar a situação.

Como aumentar o desejo de uma mulher ?

Como estabelecer tensão sexual com uma mulher ?

Quando se trata de atrair uma mulher, muitas vezes ouvimos sobre a tensão sexual .

Essa famosa tensão é sinônimo de excitação entre um homem e uma mulher.

Essa tensão é a base de uma atração mútua entre duas pessoas que estão se voltando.

Esta tensão sexual, você já ouviu falar sobre isso:

Você sabe que você tem que gerá-lo, a fim de efetivamente atrair essa garota que você gosta tanto.

Simplesmente você não sabe como.

Você sabe que é importante, mas você tem dificuldade em entender completamente o conceito … E ainda mais para gerar sob demanda …

E eu tranquilizo você: é normal.

Isso me lembra quando descobri o mundo da sedução (deve ser uns bons dez anos no momento em que escrevo estas linhas). 
Eu li em todos lugares que era necessário estabelecer uma tensão sexual para esperar não terminar em zona de amigo (o amigo de cabana famoso).

Eu li em todos os lugares que era necessário sexualizar a conversa , que era necessário introduzir sexo na interação …

Mas não pude encontrar em nenhum lugar para fazê-lo concretamente.

Todos os conselhos que encontrei aqui e ali eram confusos e não permitiam que eu batesse forte quando queria.

Olhando para trás, isso me faz sorrir. 
Por enquanto, com anos de experiência e minhas descobertas, consegui explorar as técnicas de sexualização que agora parecem óbvias.

Problemas de ereção: tratamentos e causas

Problemas de ereção: tratamentos e causas

Visão Geral
O que é Problemas de ereção?
Problemas de ereção consistem na incapacidade de atingir e manter uma ereção suficiente para um desempenho sexual considerado satisfatório. Ou seja, o pênis não fica suficientemente rígido (ereto) para permitir a penetração.

Disfunção erétil: entenda o problema

Problemas de ereção consistem na incapacidade de atingir e manter uma ereção suficiente para um desempenho sexual considerado satisfatório. Ou seja, o pênis não fica suficientemente rígido (ereto) para permitir a penetração.

Disfunção erétil: entenda o problema

Problemas de ereção são comuns, mas costuma ser causa de grande preocupação e constrangimento.

Disfunção erétil: entenda o problema

Causas
A ereção é um processo complexo que envolve alterações dos músculos, nervos e vasos sanguíneos do pênis. De forma simples, os problemas de ereção ocorrem porque não chega sangue suficiente ao pênis ou o sangue não se mantém no pênis durante o tempo necessário para que a ereção aconteça.

Inúmeros motivos podem levar um homem a ter problemas de ereção. Veja:

Disfunção erétil (sendo este o problema mais comum que provoca problemas de ereção)
Diabetes
Hipertensão arterial
Doenças cardíacas
Distúrbios da tireoide
Baixo fluxo sanguíneo
Depressão
Distúrbios neurológicos, como esclerose múltipla ou doença de Parkinson
Medicamentos como anti-hipertensivos, remédios para o coração, alguns medicamentos para úlceras pépticas, comprimidos para dormir e antidepressivos
Dano nervoso por cirurgia na próstata
Uso de nicotina, álcool ou cocaína
Pouca comunicação com o parceiro ou parceira
Sentimentos de dúvida e fracasso
Lesão da medula espinhal
Estresse, medo, ansiedade ou raiva
Expectativas sexuais não realistas, que transformam o sexo em obrigação em vez de prazer.
Baixos níveis de testosterona raramente levam a problemas de ereção, mas podem reduzir o desejo sexual do homem.

Saiba mais: Uso de remédio para impotência sem indicação é prejudicial
Fatores de risco
Os problemas de ereção tendem a se tornar mais comuns com a idade, geralmente afetando homens mais velhos. No entanto, eles podem atingir homens de qualquer idade e em qualquer momento de suas vidas. As causas físicas são mais comuns em homens mais velhos, enquanto as causas psicológicas são mais comuns entre os jovens.

Diagnóstico e Exames
Buscando ajuda médica
Busque atendimento médico se o problema não desaparecer com medidas de cuidado caseiro. Existem tratamentos eficazes disponíveis contra problemas de ereção, dependendo, sempre, é claro, da causa subjacente a ele. Se o problema começar após uma lesão ou cirurgia na próstata ou se você tiver outros sintomas, como dor na região lombar, dor abdominal ou alterações ao urinar, é hora de procurar a ajuda de um médico.

Vá imediatamente para um pronto-socorro se um medicamento para problemas de ereção provocar uma ereção não desejada que dure mais de quatro horas. Essa situação pode gerar impotência permanente ou outro dano permanente no pênis.

Convivendo (prognóstico)
Na consulta médica
Especialistas que podem diagnosticar um problema de ereção são:

Clínico geral
Urologista
Psiquiatra
Neurologista
Cardiologista
Endocrinologista
Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram
Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade
Se possível, peça para uma pessoa te acompanhar.
O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

Com que frequência você tem problemas de ereção?
Esse tipo de problema já prejudicou muito sua vida afetiva?
Há quanto tempo você tem esse problema?
Ele acontece em todas as suas relações sexuais?
Você já tomou alguma medida para tratar esse problema? E funcionou?
Você já foi diagnosticado com algum outro problema de saúde?
Você faz uso de algum medicamento?
Tratamento e Cuidados
Medicamentos para Problemas de ereção
Os problemas de ereção podem ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Os medicamentos mais comuns no tratamento de problemas de ereção são:

Leia também: comprar remédios para ereção

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

Causas dos problemas sexuais masculinos

Quais são as causas?
Quando se trata de “colapsos” apenas, eles geralmente estão relacionados a fatores psicológicos. Em nossa sociedade, o homem deve se apresentar sexualmente. A ansiedade de não estar em pé, o medo do fracasso e o estresse estão frequentemente envolvidos. Falta de desejo também. “O colapso faz parte da vida sexual normal”, diz Pr Desgranchamps. 

A disfunção erétil pode ter várias causas:  
fatores psicológicos estão frequentemente em primeiro plano. Depressão, problemas de relacionamento ou auto-imagem ruim podem ser suficientes para causar disfunção erétil. O medo do fracasso às vezes é tal que o homem prefere evitar a relação sexual. O diálogo com o parceiro, médico, psicoterapeuta ou sexólogo pode ajudar a desbloquear a situação. 
Uma síndrome metabólica (estilo de vida sedentário responsável pela hipertensão, hiperglicemia, dislipidemia) e hipercontratilidade muscular pode levar à disfunção erétil e distúrbios miccionais. 
Alguns pacientes submetidos à cirurgia de próstata podem apresentar problemas de ereção. 
Andropausaprovoca uma queda na testosterona, que pode ser responsável pela disfunção erétil. 
Condições como pressão alta, diabetes ou aterosclerose são frequentemente associadas a um problema de ereção. Diabetes é a principal causa de impotência em homens com mais de 50 anos. 
O tabagismo diminui as habilidades sexuais e pode se tornar um fator agravante da disfunção erétil, aumentando o risco de aterosclerose, assim como o abuso do álcool, que causa uma queda na testosterona. 
Muitas drogaspode interferir com a capacidade de atingir ereção ou orgasmo: aqueles prescritos para pressão alta, colesterol ou problemas cardíacos, depressão, ansiedade ou doença de Parkinson, distúrbios da próstata, mas também alguns diuréticos. Nunca pare seus tratamentos por conta própria, na esperança de recuperar a força! Se a disfunção erétil se desenvolver dentro de alguns dias ou semanas após o início de um novo tratamento, peça conselho ao seu médico. Ele pode ser capaz de alterar a dosagem, prescrever outro medicamento, dar-lhe conselhos de estilo de vida para melhorar a situação ou, por vezes, prescrever um tratamento da disfunção erétil para compensar esse efeito colateral.


Como os fatores envolvidos são muitas vezes psicológicos, não hesite em consultar um profissional de saúde (psicólogo, sexólogo …)  
Perder peso e praticar atividade física ajudam a evitar problemas de ereção. 

Existem também diferentes tratamentos 

Injeções intra cavernosas
A auto-injeção intravenosa envolve injetar-se no pênis uma substância destinada a causar uma ereção. Essas injeções não causam dor. Este tipo de tratamento é geralmente usado em pessoas para quem a terapia oral tem se mostrado ineficaz. Em 90% dos casos, a ereção obtida permite a penetração por até uma hora. A primeira injeção deve ser realizada pelo médico no consultório médico para determinar a dose apropriada e aprender o gesto da injeção. 

Tratamentos adjuvantes para disfunção erétil
Essas drogas, destinadas a serem tomadas a longo prazo, são mais antigas e contêm uma substância vegetal, a ioimbina. Eles devem ser tomados todos os dias e seu efeito pode aparecer somente após várias semanas de tratamento. Eles são mais raramente usados ​​do que drogas antes do coito. 
Injeções ou adesivos de testosterona podem ser oferecidos em caso de andropausa. 
As próteses penianas podem ser usadas como último recurso.

E se caso você continuar sofrendo com problemas sexuais temos um estimulante que pode te ajudar, ele se chama Lib Power.

5 dicas para melhorar a vida sexual em casal

1 Você se torna um cinegrafista (ou espectador)

Fazer uma sextape  ? E porque não! Você está no topo do seu físico (sem exercer pressão, o corpo envelhece a partir de 25 anos para complexados ou não, você é mais bonita hoje do que amanhã, para resumir) e seria uma vergonha para morrer estúpido. Confiança! E se você está assustado com a idéia de mostrar fora de seus três costelas, ou se você tem medo que o seu homem não colocar on-line o fruto de suas palhaçadas no PornHub vingança dia em que sair, ir para uma cura de filmes erótico ou pornográfico. Algumas sugestões: O secretário (para o spanking), Tampopo (para alimentos), 9 semanas ½ (para perversão), Amante (para a sensualidade)50 tons de cinza (para o desapontamento) … A lista é longa! 
O resultado: ver que para alguns, ficar no ar é uma arte, uma atividade em tempo integral ou um delicioso desvio pode ser muito inspirador.

Se você precisa de algumas dicas assim acompanha o blog da cis, um blog repleto de dicas de como acabar com os problemas sexuais.

2 Alguém está interessado na prática do Tao (e mais se afinidades)

O Tao: esta palavra é familiar para você há muito tempo, mas, francamente, você se senta na frente do seu parceiro nu, acaricia por horas sem esperar por nada, é um conceito vago para você. É hora de você comprar um bom guia e mostrar ao seu homem as alegrias e o mistério do orgasmo sem ejaculação, e o ato sexual de longa duração. No caminho, faça um desvio por uma exploração completa do ponto G e prepare-se para trazer à tona a fonte da mulher que dorme em você. 
O resultado:além de provavelmente mudar as folhas, nós reeducamos sexualmente e aprendemos mais do que nunca sobre o corpo dele, o de seu parceiro e as possibilidades infinitas da sexualidade. Um programa inteiro.

3 Ousamos dramatizações

jogo de role-playing , não é necessariamente um disfarce ridículo (embora disfarce francamente ridículo pode funcionar bem). Se você não quer jogar a “colegial”, ou o dominador histérico, teste a dramatização psicológica. Para isso, vá por exemplo em um bar desconhecido, com o seu cara. Quando ele cumprimentá-lo, encontrá-lo e mudar seu nome, agente secreto em missão. O resto do personagem é criado por ele mesmo, muito naturalmente, e você é o comissário do Quai d’Orsay seguindo os passos de um perigoso bastardo. 
O resultado:dormir com a outra metade na pele de outra pessoa pode permitir que você faça coisas que você nunca ousaria fazer na vida real. Prática, se não assumirmos na manhã seguinte, nós culpamos “ela”: é loucura como é um catin fã de surra, Senhora Comissária!

4 dormimos nus

Dormir nu a muitas virtudes: Enquanto alguns estudos indicam que pode reduzir a diabetes (estranho, mas é verdade), dormir na roupa de Eve permite especialmente conectar-se ao corpo do outro, enquanto aumenta sua autoconfiança. 
O resultado: nos aproximamos, nos sentimos lindos, os corpos roçam um no outro … Em suma, nos tornamos uma bomba sexual. O que mais você pode pedir?

5 Nós vamos para o hotel

Ok, pode ser caro, mas aquele que faz economias nas costas de seu casal é muito maltratado. O hotel é o lugar ideal para transar sem pensar em outra coisa senão sexo , exceto, eventualmente, o banho que tomamos juntos depois. A oportunidade também de optar pelo código de vestimenta Marilyn, em roupão branco o dia todo. O que faz as donas de casa enlouquecerem no modo NÃO PERTURBAR sem parar. Nós só saímos deste esconderijo para comprar champanhe e batatas fritas, e continuamos a fazer amor e tomar banhos de novo e de novo. 
O resultado: temos que esquecer que temos filhos / um trabalho / uma família / e lavanderia para fazer no apartamento. Felicidade, o que.

Como Aumentar o Pênis e Controlar a Ereção

Como Aumentar o Pênis e Controlar a Ereção

Como eu descobri um antigo Método Caseiro que DESTRUIU MINHA EJACULAÇÃO PRECOCE em poucos dias, de forma totalmente natural.

Isso é tudo o que o seu corpo precisa para ELIMINAR definitivamente a Ejaculação Precoce da sua vida!

Uma fórmula caseira natural, muito simples e eficaz! Você nunca mais vai passar vergonha na cama…

Comece agora a curar sua ejaculação precoce e satisfazer sua mulher!

5 EXERCÍCIOS PARA AUMENTAR O PÊNIS + EXERCÍCIOS PARA CONTROLAR SUA EREÇÃO.

COMECE AGORA A CURAR SUA EJACULAÇÃO PRECOCE E SATISFAZER SUA MULHER!

Categorias Relacionamento, Saúde e Bem-Estar
Descrição Avaliações (0)
Descrição
Como Aumentar O Pênis E Controlar A Ereção.
Como aumentar o Pênis e controlar a Ereção. Antes de mais nada eu preciso te contar como eu descobri um antigo Método Caseiro que DESTRUIU MINHA EJACULAÇÃO PRECOCE em poucos dias, de forma totalmente natural.

Isso é tudo o que o seu corpo precisa para ELIMINAR definitivamente a Ejaculação Precoce da sua vida!

Uma fórmula caseira natural, muito simples e eficaz! Você nunca mais vai passar vergonha na cama…

Os exercícios para evitar a ejaculação precoce é uma forma totalmente natural e caseira mais eficaz, segura e saudável de manter uma relação satisfatória com seu parceiro (a).

Os exercícios para evitar a ejaculação precoce são os melhores e mais saudáveis que qualquer medicamento que você pode encontrar no mercado.

Existem técnicas já definidas que podem ajudar no controle da ereção, bem como melhorar este problema.

Estas técnicas foram especialmente concebidas para ajudar você a aumentar sua potência sexual e ajuda-lo a recuperar a confiança em si.

Leia também: Como aumentar o pênis de verdade

Comece agora a curar sua ejaculação precoce e satisfazer sua mulher!

Frequentemente se você tem esses sintomas:

Dificuldade de segurar uma ereção com menos de um minuto de penetração;
Inabilidade de retardar a ereção durante o ato sexual;
Estresse, frustração e o ato de evitar intimidade sexual com o parceiro.
Então está na hora de tratar de forma natural, simples e eficaz.

Enfim, descubra como homens comuns estão durando mais de 30 minutos na cama, afinal você merece curar esta ejaculação precoce e deixar seu relacionamento mais feliz.