Como acabar com rugas? Conheça os melhores tratamentos

Como acabar com rugas? Conheça os melhores tratamentos

Com avanço da idade, logo começam a aparecer na nossa pele os famosos “pés de galinha”, que incomodam tanto homens quanto mulheres na frente do espelho. Estes, para quem nunca ouviu falar, nada mais são que uma maneira popular de chamar as temidas rugas e linhas de expressão, os primeiros sinais do envelhecimento que acometem a derma, seja de forma natural ou precoce.

As rugas costumam aparecer a partir dos 30 anos de idade, principalmente na região das mãos, rosto e pescoço, sempre bem finas a princípio e acompanhadas de flacidez, manchas, linhas de expressão e ressecamento. Normalmente, elas são apenas uma consequência do envelhecimento natural da pele, que passa a produzir menos elastina e colágeno e, portanto, ganhar aspecto menos elástico e firme conforme a idade vai avançando.

Veja também – 5 cuidados com a pele para evitar rugas

No entanto, elas também podem surgir em pessoas ainda jovens como consequência da falta de cuidados que tivemos com a pele antes deste período, como a não hidratação e pouco ou nenhum uso do filtro solar, por exemplo, favorecendo o processo que chamamos de envelhecimento precoce.

E qual é a diferença entre rugas e linhas de expressão? Apesar de muita gente associar esses dois termos ao mesmo problema, eles dizem respeito a diferentes sinais da velhice que aparecem na nossa pele.

Enquanto as linhas de expressão surgem por conta da simples movimentação da musculatura facial e desaparecem assim que o movimento do músculo acaba, se a pele for jovem e tiver uma boa produção de colágeno e elastina, é claro, as rugas são vincos ou linhas estáticas que permanecem na pele mesmo quando não há a contração dos músculos faciais.

Nós sabemos que é muito difícil eliminar as rugas da pele. Mas você sabia que existem tratamentos que podem ajudar a suavizá-las de maneira surpreendente? Se você quer saber como acabar com as rugas, continue lendo esse artigo até o final e saiba quais são as causas, prevenção e tratamentos ideais.

Tipos de rugas
Antes de conhecer quais são as causas, como prevenir e como tratar o problema, é importante que você entenda quais são os tipos de rugas e por que cada um deles aparece na nossa pele.

Rugas de expressão ou dinâmicas

São aquelas que só aparecem por conta da contração muscular facial, quando sorrimos ou fazemos certas expressões com o rosto. Por esta razão, elas são mais comuns nas regiões das sobrancelhas, lábios, testa e cantos dos olhos, os famosos “pés de galinha” que mencionamos no início desse artigo.

Rugas gravitacionais

Como o próprio nome já diz, as rugas gravitacionais são aquelas que aparecem na nossa pele por conta da ação da gravidade sobre os tecidos. Ao longo da vida, por mais que não percebamos, a pele está sendo sempre puxada para baixo. No entanto, quando chegamos à terceira idade, a pele fica mais flácida e facilita esse processo, causando as rugas.

Rugas superficiais ou finas

Essas rugas são conhecidas por afetarem uma camada muito superficial da pele, sendo mais fáceis de amenizar e até eliminar de vez. Normalmente, elas aparecem na pele de pessoas com até 30 anos, comumente com a pele branca, por conta de expressões faciais, como sorrir, por exemplo.

Rugas estáticas ou profundas

Aparecem normalmente a partir dos 45 anos de idade e, como são estáticas (definitivas ou fixas), tornam-se cada vez mais profundas no decorrer do tempo. Elas costumam ficar expostas mesmo quando não há a contração dos músculos do rosto e são causadas pelo envelhecimento natural da pele, quando há pouca ou nenhuma produção de colágeno.

Quais são as causas?
Como você já deve saber até aqui, as rugas aparecem na pele por conta do processo de envelhecimento natural, que acaba por reduzir a produção de elastina e colágeno e, portanto, deixar linhas, marcas e aspecto menos firme na pele.

Veja também – Máscara facial para rugas: conheça 3 máscaras que ajudam no rejuvenescimento facial

No entanto, o problema também podem surgir de forma precoce na derma em pessoas ainda jovens, com menos de 30 anos de idade, por conta da ação de agentes externos, como os que vamos mostrar a seguir:

Exposição excessiva à luz solar ou ambientes agressivos;
Uso de drogas;
Tabagismo;
Estresse excessivo;
Perda de vitamina E;
Perda de peso repentina;
Predisposição genética;
Expressões faciais (rindo, apertando os olhos, etc.);
Desidratação;
Poluição e toxinas;
Dormir de lado (com o seu rosto pressionado contra seu travesseiro);
Radicais livres;
Vida sedentária;
Exposição ao sol;
Falta ou má nutrição e dieta;
Falta de cuidados da pele (hidratação, esfoliação, limpeza e não aplicação de filtro solar).
Como prevenir o seu aparecimento?

Apesar de ser uma tarefa praticamente impossível barrar os efeitos do avanço da idade e impedir o envelhecimento da pele, existem algumas maneiras que podem ajudar cuidar da derma, mantendo o seu viço e beleza, e prevenir o aparecimento das rugas.

Basta adotar algumas mudanças de hábitos no dia a dia para evitar este e outros problemas na sua pele. Veja quais são as principais delas:

Beba muita água, pelo menos 2 litros por dia, para manter a pele sempre hidratada;
Evite fumar. Além de causar o aparecimento de rugas, principalmente ao redor da boca, ainda deixa os dentes amarelados;
Alimente-se bem, incluindo sempre no cardápio legumes, frutas e verduras que contenham nutrientes benéficos à pele, como vitamina C (laranja, batata, mamão, morango, manga, ervilha, brócolis), vitamina E, betacaroteno (cenoura, manga, abóbora, espinafre, agrião, couve) e licopeno (uva rosada, tomate, melancia, goiaba).
Use filtro solar diariamente, com pelo menos 30 FP, tanto em dias de sol como nublados ou chuvosos.
Evite exposição solar excessiva, mesmo usando com protetor solar.
Limpe, hidrate, esfolie e tonifique a pele na sua rotina de cuidados diários para evitar as rugas.
Se você é mulher, lembre-se sempre de remover a maquiagem antes de dormir. Além de causar acne, passar a noite toda com os cosméticos corresponde a três dias de envelhecimento da sua pele.
Inclua nos seus produtos de cuidados com a pele hidratantes anti-idade, conforme pede a sua faixa etária, sempre aplicando-os no rosto, no pescoço e nas mãos.
Use chapéus ou bonés para proteger o rosto quando for à praia, ao clube ou simplesmente sair para um lugar mais longe que necessite da exposição da sua pele ao sol.
Procure um médico dermatologista e peça a ele uma recomendação de suplementação à base de colágeno hidrolisado, que ajudará a manter a sustentação da sua pele por mais tempo.
Melhores tratamentos estéticos para eliminar rugas

Saiba mais: Proteína asiática benefícios

Agora que você já sabe como prevenir o aparecimento das temidas rugas na sua pele, chegou a hora de conhecer quais são os tratamentos estéticos mais indicados para suavizar ou acabar com o problema de uma vez por todas. Vamos lá?

Preenchimento facial
O preenchimento facial é um tratamento estético que visa acabar com as rugas através da aplicação de produtos absorvíveis sobre a região da pele afetada, como o ácido hialurônico, ou até mesmo definitivos, como é o caso do polimetilmetacrilato (PMMA).

Bioplastia
Nesta modalidade de tratamento estético contra rugas, é usada a aplicação do polimetilmetacrilato (PMMA) sobre pele afetada pelo problema, reduzindo as suas linhas. O procedimento só pode ser feito por um especialista, em ambiente laboratorial, que deve submeter o paciente a uma anestesia local.

Toxina Botulínica (Botox)
Tem como papel principal suavizar as marcas e linhas das rugas estáticas, podendo até mesmo eliminá-las quando associada a outros tratamentos estéticos, além de prevenir o surgimento de outras. Do mesmo modo que a Bioplastia, o procedimento só pode ser feito por um profissional do ramo, em uma clínica especializada.

Lifting Facial
Este tratamento estético visa principalmente acabar com as rugas através do combate à flacidez e falta de elasticidade da pele, melhorando o contorno facial sem interferir na qualidade e boa saúde da derma. Também feito em laboratório, esse procedimento deve ser feito apenas uma vez em cada paciente.

Radiofrequência
Elimina a flacidez e as rugas a partir do aquecimento da pele a cerca de 40 °C, promovendo uma série de reações fisiológicas que melhoram a circulação e oxigenação das áreas afetadas pelas rugas. O resultado é de uma maior produção de colágeno e, portanto, maior firmeza da pele.

Laser de CO2 Fracionado
Através do disparo de um feixe de luz sobre a área da pele afetada pelas rugas, este procedimento estético visa promover uma série de microlesões e posterior processo de reconstituição. A ideia é estimular o organismo a produzir uma maior concentração de colágeno e, com isso, dar mais firmeza à pele.

Soprano XL
Este método estético tem como principal objetivo diminuir a flacidez da pele e melhorar o contorno mandibular. Utilizando uma ponteira refrigerada chamada NIR, o tratamento emite uma luz infravermelha que tem o papel de aquecer as camadas mais profundas da nossa pele, estimulando a produção de colágeno.

Titan
Trata-se de uma técnica de radiofrequência muito usada para reduzir a flacidez da papada e do contorno facial. Através de um equipamento de luz infravermelha que ajuda a aquecer a pele, o tratamento tem como principal objetivo o estímulo da produção de colágeno, essencial para combater as rugas.

Eletroestimulação
Visando suavizar as rugas mais profundas, esse procedimento estético é feito a partir da implantação de um eletrodo ativo, que promove o carregamento de partículas hidratadas para a região da pele afetada pelo problema. O resultado é de uma pele mais jovem e revitalizada, graças ao estímulo da produção de colágeno.

Receitas caseiras para acabar com as rugas

Depois de conhecer quais são os melhores tratamentos estéticos para acabar com as rugas, a partir de agora você vai conhecer quais são as receitas caseiras mais indicadas para melhorar o aspecto da sua pele e eliminar as rugas e linhas de expressão. Veja:

Máscara de banana
Rica em propriedades antioxidantes, a banana é uma grande aliada da prevenção e combate às rugas. Amasse duas bananas com a ajuda de um garfo e aplique a pasta resultante nas áreas afetadas pelo problema.

Veja também – Como tirar rugas a laser: conheça o tratamento a laser para rejuvenescimento facial

Deixe-a agir por cerca de meia hora sobre o rosto e enxágue em seguida, em água morna ou fria. Por último, aplique o hidratante que você usa normalmente no dia a dia. Faça isso pelo menos duas vezes por semana.

Máscara de abacaxi
Além de ser rica em antioxidantes, a fruta possui enzimas que promovem a elasticidade da pele, hidratam e ajudam a eliminar as células mortas.

Para fazer a máscara, basta fazer o suco de abacaxi (apenas com a fruta e sem açúcar) e aplicar sobre a pele diariamente, deixando-o agir nas áreas afetadas pelas rugas por cerca de cinco minutos. Lave a pele normalmente em água morna ou fria e aplique o seu creme hidratante em seguida.

Máscara de iogurte
O iogurte também é um grande aliado no combate às rugas. Para fazer a máscara, basta misturar uma colher (sopa) de iogurte, uma colher (sopa) de mel, ½ colher (sopa) de suco de laranja e ¼ xícara de banana. Em seguida, aplique no rosto e deixe-a agir por cerca de 15 minutos. Lave bem com água fria e passe o seu creme hidratante.

Máscara de Aloe Vera (Babosa)
Devido ao ácido málico presente em sua composição, a aloe vera (babosa) é essencial para suavizar as rugas e melhorar a elasticidade da pele. Para preparar a sua máscara, corte uma folha da planta e extraia o seu gel.

Em seguida, aplique o gel fresco sobre as áreas da pele afetadas pelas rugas e deixe-o agir por aproximadamente 15 a 20 minutos. Lave bem com água morna ou fria e aplique o seu creme hidratante depois.

Máscara de cenoura
Graças ao seu alto teor de vitamina A, a cenoura é ideal para estimular a produção de colágeno e ajudar a manter a pele sempre macia. Para fazer a sua máscara, basta ferver de duas à três cenouras e, em seguida, misturá-las com um pouco de mel até virar uma pasta.

Aplique essa pasta sobre as áreas da pele afetadas pelas rugas e deixe-a agir por cerca de 30 minutos. Lave com água morna ou fria e aplique um creme hidratante.

5 dicas para os pés ressecados: como hidratá-los?

5 dicas para os pés ressecados: como hidratá-los?

Como você bem deve saber, querida amiga, a região dos pés não possui glândulas sebáceas, portanto, a ocorrência de pés ressecados são muito frequentes, principalmente na terceira idade.

Com isso, fissuras e rachaduras causadas pelo ressecamento os deixam com um aspecto feio, e podem atingir a sua autoestima. Algumas conhecidas, inclusive, já deixaram de usar sandálias e chinelos em decorrência de pés machucados.

Porém, não se preocupe! Nem tudo está perdido. Leia abaixo cinco dicas valiosas de produtos que você já deve ter em casa (ou deveria, ao menos), baratos e disponíveis nos comércios mais próximos.

Leia também: pé ressecado

Fique de olho e acabe de vez com os pés ressecados. Vem!
#1 Mergulhe de cabeça nos óleos vegetais
Como já comentamos com você por aqui, os óleos contêm ácidos graxos e vitamina E, auxiliando em várias funções do corpo humano. Uma delas é a hidratação de pés rachados. Ressecamentos podem ser tratados com o Óleo de Coco ou Óleo de Oliva, por exemplo, eliminando o tão inconveniente calcanhar rachado.

#2 Invista na Banana (como?)
Isso mesmo! Veja essa receita caseira: amasse a banana bem madura, fazendo uma pasta homogênea. Em seguida, higienize os pés (bem limpinhos, hein?) e aplique a pasta, deixando-a agir por 15 minutos. Lave os pés com água quente e, após, coloque-os em água gelada. Em algumas semanas, depois de repetir o processo diariamente, você notará a diferença.

#3 A Vaselina também pode ajudar!
Ela dispensa apresentações. Trate os pés ressecados utilizando a pedra pome e aplicando a vaselina em seguida. Coloque meias para ajudar na hidratação.

#4 Ahh, não se esqueça do Mel
Coloque uma xícara de mel em meio balde de água morna e mergulhe os pés. Retire-os e seque-os. Simples assim.

#5 Cremes para os pés
A opção mais comum – e fácil, pois basta aplicá-los para ver ótimos resultados – para os pés que precisam ser tratados é o creme. Eles protegem a pele e levam à região uma hidratação ímpar, além de ser um verdadeiro esfoliante. Ativos como o Ácido Salicílico e a Ureia tornam sua ação ainda mais eficiente.

Nutrientes para uma pele saudável

Nutrientes para uma pele saudável

Leia também: Dicas pele saudável

Várias pesquisas vêm mostrando a importância das substâncias antioxidantes e outros nutrientes específicos para a saúde da pele. Quando combinados com uma dieta natural e equilibrada, estes suplementos realmente ajudam a dar uma aparência mais saudável e jovem.

Vitamina C e E

Em um estudo apresentado em 2002, no meeting anual da Academia Americana de Dermatologia, pesquisadores da Universidade de Duke (EUA) demonstraram que a aplicação tópica de vitamina C e E era capaz de oferecer uma fotoproteção considerável. O uso de suplementos orais de vitamina E também mostrou os mesmos efeitos, além de aliviar rugas e melhorar a textura da pele.

Tanto a vitamina C quanto a E ajudam a reduzir os danos causados pelos radicais livres, graças às suas fortes propriedades antioxidantes. Para obter a quantidade ideal de vitamina C a partir da dieta, basta que você procure incluir uma quantidade um pouco maior de frutas (especialmente cítricas) e vegetais folhosos. Dependendo da orientação do seu médico, você também pode fazer uso de suplementos de vitamina C.

Você também pode aplicar a vitamina C na forma de um creme tópico capaz de estimular a produção de colágeno. O truque está em utilizar formulações que contém vitamina C na forma de ácido L-ascórbico – a única que consegue penetrar na pele.

A vitamina E pode ser encontrada em óleos vegetais, amêndoas, sementes, azeitonas, espinafre e aspargo, entre outros. Contudo, com é difícil obter grandes quantidades apenas a partir dos alimentos, muitas pessoas optam por consumir suplementos de vitamina E. Utilizada na forma de creme ou loção, a vitamina E é um excelente hidratante.

Vitamina A

Se você leva uma alimentação natural e equilibrada, provavelmente o uso de suplementos de vitamina A não irá fazer muita diferença para sua pele. Contudo, se seus níveis de Vitamina A estão abaixo do normal, é possível que isto tenha alguma repercussão na saúde da sua pele: a vitamina A participa de vários processos de reparo tecidual, e sua deficiência pode deixar a pele ressecada e frágil.

Dependendo da severidade do problema, seu médico poderá recomendar o uso de aplicações tópicas de vitamina A. Estudos mostram que esta abordagem é capaz de reduzir rugas e marcas de expressão, além de ajudar no controle da acne e da psoríase.

Vitaminas do Complexo B

A vitamina do Complexo B mais importante para a pele é a biotina, um nutriente que forma a base da pele, das unhas e dos pêlos. Pessoas com deficiência de biotina podem apresentar dermatite ou perda de cabelos.

A maioria de nós obtém boas quantidades diárias de biotina sem perceber, pois ela está presente em vários alimentos, incluindo bananas, ovos, aveia e arroz. Além disso, o corpo é capaz de produzir sua própria biotina.

Recentemente, tem havido um grande interesse nos medicamentos de uso tópico contendo vitaminas do complexo B. Estes cremes são capazes de hidratar as células da pele e aumentar seu tônus muscular. A niacina, um tipo específico de vitamina B, ajuda a pele a reter umidade, conferindo um aspecto rejuvenescido à cútis.

Vitamina K

Esta vitamina, envolvida no processo de coagulação, pode ser utilizada de modo externo para reduzir olheiras e tratar pequenos arranhões na pele. Estudos recentes também estão avaliando o potencial da vitamina K tópica no tratamento de rugas e marcas de expressão.

Sais Minerais e Oligoelementos

Assim como ocorre no caso de várias vitaminas, se você leva uma alimentação saudável provavelmente não fazer uso de suplementos alimentares. Isto é especialmente verdadeiro se você costuma tomar água mineral, uma fonte importante de sais minerais e outros oligoelementos. Alguns estudos sugerem que até mesmo lavar seu rosto com água mineral pode ser útil para reduzir irritações comuns na pele.

Selênio

Vários cientistas acreditam que este mineral possui um papel-chave na prevenção do câncer de pele. Quando tomado como suplemento ou utilizado na forma de creme, este mineral ajuda a proteger a pele dos danos causados pelo sol.

Em estudos publicados na American Medical Association, os pesquisadores descobriram que pessoas que ingeriam regularmente 200 mcg de selênio por dia apresentavam uma incidência 37% menor de câncer de pele. As principais fontes alimentares de selênio incluem cereais integrais, frutos do mar, alho e ovos.

Cobre

Associado à vitamina C, o cobre está envolvido na produção de elastina, as fibras que oferecem suporte à estrutura da pele. A deficiência de cobre é rara e suplementos dietéticos deste mineral devem ser utilizados com extrema cautela.

Entretanto, as aplicações tópicas de cremes ricos em cobre são relativamente seguras e com poucos efeitos colaterais. Estes cremes atuam firmando a pele e ajudando a restaurar parte da sua elasticidade.

Zinco

O zinco é um dos minerais mais importantes no tratamento da acne. A bem da verdade, algumas vezes a própria acne pode ser um sintoma da deficiência de zinco. Tomado na forma de comprimidos ou aplicado externamente, o zinco ajuda a controlar a secreção sebácea, reduzindo a formação dos focos de acne. As principais fontes alimentares de zinco incluem ostras, carnes magras e frango.

Novos nutrientes para pele

Além das substâncias consagradas, os especialistas ainda apontam para outros nutrientes que podem ter efeitos notáveis sobre a saúde e aparência da pele:

Ácido Alfa-Lipóico

Este poderoso antioxidante, centenas de vezes mais forte que a vitamina C ou E, é capaz de penetrar profundamente na pele, neutralizando os danos causados pelos radicais livres e ajudando a ação de outras vitaminas rejuvenescedoras da pele. O ácido alfa-lipóico pode ser encontrado na forma de suplementos ou cremes.

O DMAE (Dimetilaminoetanol) é outro antioxidante potente, capaz de consumir radicais livres e estabilizar as membranas nas células cutâneas, reduzindo o efeito nocivo da radiação solar e da poluição sobre a pele. Pesquisas sugerem ainda que o DMAE seja capaz de evitar a formação de Lipofucsina, o pigmento amarronzado que se torna a base das manchas de envelhecimento. Da mesma forma que o ácido alfa-lipóico, o DMAE pode ser encontrado na forma de suplementos e cremes tópicos.

O ácido hialurônico é fabricado naturalmente pelo corpo pra lubrificar as articulações, mas pesquisas recentes sugerem que ele também atue como uma forma de cola que ajuda a manter as células da pele bem agregadas. Não é à toa que a maioria dos cremes cosméticos modernos inclui o ácido hialurônico em sua fórmula.

Finalmente, em pessoas com pele ressecada e com propensão para inflamação, os ácido-graxos essenciais representam a melhor opção. Estas substâncias ajudam a formar uma barreira natural na pele, protegendo-a contra secreções sebáceas irritantes. Um dos dois ácidos graxos principais, o ômega-6, é obtido a partir de carnes de aves, grãos, óleos e outros alimentos. O ômega-3, outro ácido-graxo estratégico, é encontrado em peixes de águas frias (p.ex.: salmão, sardinha, etc), linhaça e óleo de girassol.

Suplementos contendo estes ácidos graxos, como cápsulas de óleo de peixe ou de prímula, podem ser um recurso valioso para ajudar a manter a pele com uma aparência mais suave e jovem.

5 soluções para os problemas de pele dele

5 soluções para os problemas de pele dele

Um a cada dois homens sofre com rosto irritado, acne ou olheiras. Conheças as saídas práticas para cada um desses desafios.

Se você briga todo dia com o espelho por causa de algum problema de pele, saiba que não está sozinho. Segundo as pesquisas, 50% dos homens sofrem com chatices relacionadas ao barbear (como irritação, ardor, vermelhidão ou pelo encravado), 80% tem acne em alguma fase da vida, e outros brigam com olheiras, pele seca ou excesso de brilho no rosto.

Leia também: Problemas de pele tratamento

Às vezes, só uma visita ao dermatologista resolve mas, em muitos casos, os cuidados diários são suficientes para acabar com o drama. Confira nossas indicações de produtos para os cinco principais problemas de pele masculinos.

VEJA MAIS
5 motivos para usar creme facial masculino
Como cuidar de pele oleosa masculina
Barba ressecada tem solução

Excesso de brilho no rosto
Aplique hidratante facial após lavar o rosto com sabonete (próprio para rosto, ok?). A hidratação é importante para todos os homens, mas ainda mais para quem tem pele oleosa.

Ela impede que as glândulas sebáceas trabalhem mais para compensar o ressecamento provocado pelo sabonete, piorando a oleosidade. Prefira os hidratantes em forma de gel, loção ou sérum, menos gordurosos do que os cremes.

Shop: Loção Hidratante Shiseido Men Hydrating Lotion 150ml

Pelo encravado
Fazer esfoliação antes do barbear ajuda a prevenir ou amenizar o problema do pelo que não nasce direito, inflama e vira foliculite. O esfoliante limpa profundamente a pele do rosto, preparando-o para a passagem da lâmina.

Isso porque suas minúsculas partículas fazem uma leve abrasão na pele e retiram a camada superficial de células mortas acumuladas nos poros, que dificultam a saída do pelo. Livre dessa barreira, ele desponta com mais facilidade. Há esfoliantes especiais para a pele masculina, que é mais grossa e oleosa do que a feminina.

Shop: Sabonete Esfoliante Dr. Jones Isotonic Face Scrub 100ml

Acne
O cuidado básico é lavar o rosto com sabonetes formulados especialmente para pele acneica. Esses produtos regulam e inibem a produção de sebo que, quando excessiva, provoca o surgimento de cravos e espinhas.

Eles contêm ativos que removem impurezas, desobstruem os poros e melhoram a aparência da pele, ao lado de outros com ação adstringente e anti-inflamatória, como enxofre e ácido salicílico. Você encontra várias marcas de sabonetes, líquidos ou em barra, mas o ideal é buscar orientação do dermatologista, que vai indicar o produto certo para seu tipo de pele.

Shop: Gel de Tratamento Clinique Anti-Blemish Solutions Clinical Clearing 15ml

Olheiras e bolsas
Esses problemas geralmente são hereditários, mas álcool, cigarro, sedentarismo, privação do sono, asma, rinite e alergias também contribuem para olhos de urso panda. Em geral, só o tratamento específico em clínicas dermatológicas rende reais benefícios.

Nos casos menos graves de olheiras, porém, os cremes para a região dos olhos amenizam o problema. Esses cosméticos têm substâncias que diminuem os sinais de fadiga, como a cafeína, e outras que, de quebra, ajudam a prevenir rugas e pés de galinha, como o retinol, vitaminas C e K.

Shop: Creme Para o Contorno dos Olhos Neutrogena Ultra-Light Olhos 15g

Pele seca
A pele do homem geralmente é oleosa, mas não são poucos os que sofrem com secura e a descamação no rosto. Problemas que, em longo prazo, podem acelerar o surgimento de rugas e linhas de expressão.

Lave o rosto com sabonete específico para pele seca, que contém ingredientes hidratantes. Jamais use o sabonete de corpo, que não é feito para uso facial e, por isso, é mais agressivo. Evite usar loções adstringentes, que também ressecam a pele.

10 tratamentos para combater a flacidez da pele indicados por dermatologista

10 tratamentos para combater a flacidez da pele indicados por dermatologista

Leia também: Flacidez tratamentos

Para eliminar a flacidez: peeling químico, radiofrequência, carboxiterapia e massagem modeladora são alguns tratamentos que melhoram a textura da pele
8 FOTOS INICIAR O SLIDESHOW
Para eliminar a flacidez: peeling químico, radiofrequência, carboxiterapia e massagem modeladora são alguns tratamentos que melhoram a textura da pele
Flacidez da pele é algo inevitável com a idade, a gente sabe! Mas e quando é possível melhorar o aspecto flácido com tratamentos e alguns hábitos saudáveis? O Purepeople conversou com a dermatologista Larissa Viana, integrante da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), para saber os melhores tratamentos para tratar a flacidez da pele: peeling químico, radiofrequência, carboxiterapia, massagem modeladora e, claro, os cremes com ativos rejuvenescedores são os principais. Vem conferir a lista!
Tratar a flacidez da pele é praticamente um assunto em comum nas rodas de conversa entre as mulheres: por isso, as novidades do mundo da beleza para rejuvenescimento do rosto e do corpo não param! Para cuidar do temido bigode chinês ao redor dos lábios, das rugas que aparecem ao redor dos olhos ou dar um chega pra lá na flacidez das pernas, a dermatologista Larissa Viana indica, antes de tudo, pratica bons hábitos, principalmente ao tomar sol. “O sol afeta a produção de colágeno e a elasticidade de sua pele, além de ser um grande vilão quando o assunto é câncer de pele”. A dica é tomar banhos de sol nos horários mais amenos e passar protetor solar nas áreas que ficam muito expostas como rosto, braços, pernas e pescoço. Outro hábito que pode antecipar a flacidez é o banho quente. “Ficar embaixo do chuveiro com a água fervendo pode ser muito confortável, mas se sua pele pudesse falar, ela discordaria. A água quente agride a pele e impede a produção do colágeno, o que acaba por deixa-la mais flácida”, explica. Agora, se a flacidez já deu as temidas boas-vindas, veja 10 opções de tratamentos abaixo!

1 – REPOSIÇÃO DE COLÁGENO COM SUPLEMENTOS NATURAIS
Para combater a flacidez do rosto e do corpo mais rápido, a dica da dermatologista é repor o colágeno através de uma alimentação saudável e suplementos naturais. “Esses produtos orgânicos vão ajudar a manter a beleza de sua pele intacta e evitar o envelhecimento precoce”, explica a dermatologista, que também deu dicas de alimentos que não podem faltar na dieta. “Gelatina, Vitaminas C, E e A, Proteínas, Fibras, Abacate, aveia e arroz integral. Entre as coisas a evitar, estão refrigerantes, bebidas alcoólicas, fast foods e doces”, aconselha.

2 – CREMES ANTI-IDADE: RETINOL, ÁCIDO GLICÓLICO E ELASTINA MELHORAM FLACIDEZ DO ROSTO
Por ser mais fina, a pele do rosto logo denuncia a flacidez. Por isso, a dermatologista indica cremes anti-idade com ativos rejuvenescedores: além de práticos, os cremes também hidratam e deixam a pele mais macia. “Os produtos mais indicados são os que contêm DMAE ou dimetilaminoetanol. Ele é um importante antioxidante que atua na membrana plasmática celular, de modo a combater de forma eficaz a flacidez e também melhorando a saúde externa da pele, com resultados imediatos e também duradouros. Cremes com DMAE ajudam a aumentar a produção de colágeno e, quando absorvidos corretamente, atuam diretamente no músculo sob a pele, aumentando o tônus com efeito tensor, melhorando a aparência”, indica a profissional. Outros ativos que podem ser encontrados em cremes contra a flacidez, segundo Larissa, são o Triac, o Retinol, a cafeína, a elastina, o silício, o ácido glicólico, kigeline e hialuronidase.

3 – MASSAGENS: MODELADORA E DRENAGEM LINFÁTICA SÃO OPÇÕES PARA FLACIDEZ
Além de aliviar a tensão e o estresse, as massagens também ajudam a combater a flacidez da pele. “A drenagem linfática e a massagem modeladora são dois exemplos de massagem contra a flacidez que ajudam a eliminar toxinas, diminuir a inflamação e melhorar a circulação. A drenagem linfática ajuda a reduzir o inchaço e estimular o sistema linfático, facilitando a eliminação de toxinas e diminuindo a retenção de líquidos”, explica Larissa. Já a massagem modeladora, segundo a especialista, é mais intensa porque estimula a circulação e tonifica a musculatura.

4 – PEELING QUÍMICO MELHORA TECIDO E TEXTURA DA PELE
O peeling é uma das melhores indicações de tratamento para flacidez no rosto: ele renova as células e elimina as células mortas. “Para que isso aconteça, é aplicada uma solução cremosa na área desejada que cuidará exatamente dessa organização em remover as camadas danificadas da pele. A solução será escolhida de acordo com a análise do médico sobre as necessidades do paciente”, explica a dermatologista, que citou as vantagens do peeling. “Funciona bem em qualquer processo regenerativo, já que trabalha com a melhora da pele, sua textura e tecido, pequenas rugas e cicatrizes, além de manchas”. A dica da especialista é evitar fazer o peeling se você faz outro tipo de tratamento na pele ou tem leões ou inflamações na área.

5 – RADIOFREQUÊNCIA: ‘TRABALHA DIRETAMENTE CONTRA FLACIDEZ’
A rádiofrequência é uma técnica que trabalha com a emissão de correntes de alta frequência sob a pele da área desejada, fazendo com que esse contato gere calor e estimule o tecido na produção de substâncias como o colágeno. “Trabalha diretamente contra flacidez e celulite melhorando a remodelação da área desejada, sendo muito útil no processo de redução de rugas e linhas de expressão, acnes e estrias. Para auxiliar o procedimento, aplica-se um gel sob a pele e com o auxílio de um equipamento conhecido como transdutor, as correntes são aplicadas com o objetivo de transmitir calor sobre a área”, explicou Larissa. A dica da dermatologista é que grávidas e pessoas com diabetes e hipertensão evitem fazer o tratamento.

6 – CARBOXITERAPIA MELHORA FLACIDEZ COM INJEÇÃO DE CO2
A Carboxiterapia é um tratamento que elimina não só a flacidez, como também celulite, gordura localizada e até mesmo olheiras, já que renova o tecido da pele por meio da provocação de uma lesão. “O tratamento consiste na aplicação injetada de CO2 na pele, que desencadeia um processo que faz com que as células produzam colágeno e elastina naquela área. O gás carbônico possui essa capacidade da quebra de células adiposas e renovação das mesmas através da nova configuração organizacional e aumento do colágeno, fundamental para a tonificação da pele”, explica a profissional. Para quem está grávida ou tem qualquer tipo de alergia, lesão ou infecção, é melhor evitar.

7 – IONTOFORESE MELHORA A FLACIDEZ DE DENTRO PARA FORA
Você já ouviu falar na iontoforese? É um tratamento indolor, que acontece totalmente sob a pele, mas que não é evasivo. Por isso, tem sido bastante atrativo para muitas pessoas, segundo a dermatologista. “Acontece sob a pele, através de uma corrente com fluxo constante de elétrons que começa e termina através de dois eletrodos comuns. Para auxiliar esse processo, uma substância com composição estudada e produzida é colocada sob a região onde a corrente será aplicada, com a corrente elétrica é que essa substância se introduz a pele, sem a necessidade de qualquer injeção”, explica a profissional. O tratamento é contraindicado para pessoas que têm problemas circulatórios, lesão na área desejada e diabetes.

8 – MICROCORRENTE ELIMINA FLACIDEZ ATIVANDO AS CÉLULAS DA PELE
A microcorrente é uma técnica parecida com a iontoforese, mas utiliza-se correntes menores. “Essas microcorrentes são menos intensas que as correntes habituais deixando de provocar sequer a conhecida sensação de formigamento. Baseia-se na combinação da corrente elétrica com a emissão elétrica natural do corpo, fazendo com que as células sejam ativadas diretamente, trabalhando na sua regeneração e aumento da produção de elementos que combatem a flacidez, como o colágeno natural”, explica Larissa, citando, ainda, outras vantagens do tratamento. “Funciona não somente como combate à flacidez, como também em processos de reparação do tecido e da pele, cicatrização de acne e melhora de estrias”.

9 – MICROAGULHAMENTO: ‘ACUNPUNTURA MAIS INTENSA’
O microagulhamento é uma espécie de acupuntura um pouco mais intensa. Segundo a dermatologista, a técnica é feita com um rolo de cerca de duzentas pequenas agulhas que se aplicam na pele. “As agulhas provocam pequenos furinhos na pele, que fica com alguns pontos de sangue, processo conhecido por afetar diretamente na vasodilatação e na consequente produção de colágeno. Muito utilizado contra a flacidez, acne quando não ativa, melasma e até mesmo cicatrizes”, conta a profissional.

10 – CORRENTE RUSSA FORTALECE O MÚSCULO
A corrente russa, segundo a especialista, é um dos procedimentos de combate a flacidez através de corrente elétrica. “Nesse caso em específico, trabalhando diretamente no músculo e na sua resistência e cuidado. Essa corrente cuida diretamente dos benefícios de tonificação, diminuindo a flacidez e garantindo estética sem celulites ou rugas, funcionando como tratamento para flacidez muscular”, explica. Entre as vantagens, além do combate à flacidez, também estão o fortalecimento e a resistência dos músculos.

Como reduzir as olheiras: 5 métodos naturais

Como reduzir as olheiras: 5 métodos naturais

Para reduzir as olheiras e minimizar sua ocorrência é importante ter uma boa qualidade de sono, bem como seguir uma dieta adequada e levar em conta alguns remédios naturais.
Dicas para depilar a área do biquíni corretamente
Máscara de cílios: dicas para escolher o adequado
7 dicas para ter um cabelo abundante

298
Compartilhado

As olheiras são um problema cotidiano e comum, que afeta várias pessoas. Normalmente, elas influenciam na autoestima das pessoas que as sofrem, pois diminuem o frescor do rosto, sua beleza natural, e aumentam a aparência da idade.

Por isso é importante encontrar uma maneira de tratá-las, e assim melhorar o aspecto facial. Os remédios naturais são uma ótima alternativa para reduzir as olheiras, e neste artigo nós trazemos cinco deles.

O que são as olheiras?
As olheiras são a alteração da cor da pele devido à produção excessiva de melanina. O aparecimento das olheiras tem influência genética, e outros fatores externos. Assim, se considera uma característica da oscilação diária.

Leia também: Tratamentos para olheiras

Principais causas das olheiras
Uma das causas mais comuns que contribuem para o aparecimento das olheiras é ter a pele fina e sensível, especialmente na área dos olhos. Além disso, a idade e a ação do sol geralmente desidratam a pele, e a tornam mais escura e flácida.

Para reduzir as olheiras existem muitas soluções naturais. Em seguida, trazemos cinco delas.

Leia também: Os 5 melhores remédios caseiros para atenuar as bolsas nos olhos

1. Colheres frias

Este remédio é extremamente útil para quando você acorda com os olhos inchados, ou suas olheiras estão da cor azul. O frio é uma das melhores opções para reduzir a inflamação e reduzir as bolsas que se formam ao redor dos olhos.

O que você precisa?
2 colheres
O que você deve fazer?
Coloque duas colheres na geladeira durante a noite. De manhã, elas estarão frias.
Aplique-as diretamente na área dos olhos, fazendo uma leve pressão para que a ação aconteça mais rapidamente.
Além disso, você pode cobrir um cubo de gelo com um pano e aplicar em toda a área.
2. Sacos de chá verde
Graças aos antioxidantes do chá verde, este produto natural previne o envelhecimento precoce e ajuda a eliminar as manchas escuras na pele. Por isso é tão útil quando se trata de melhorar o aspecto das olheiras.

O que você precisa?
2 sacos de chá verde
1 copo de água morna (200 ml)
O que você deve fazer?
Coloque os dois sacos de chá no copo de água morna, e deixe descansar por 10 minutos.
Lave a área dos olhos com essa água, pelo menos três horas antes de ir dormir.
Você notará o resultado, e a melhora na redução das olheiras em uma semana.
3. Leite frio
Este é um dos remédios que você pode aplicar com mais facilidade em sua vida diária, e sempre que se lembrar. A gordura natural do leite vai ajudar a hidratar o rosto e dar-lhe suavidade. Além disso, a temperatura contribuirá para que o inchaço diminua rapidamente.

O que você precisa?
2 algodões
½ copo de leite frio (100 ml)
O que você deve fazer?
Mergulhe os dois algodões no leite frio.
Em seguida, coloque-os na área dos olhos.
Deixe descansar por alguns minutos.
4. Rodelas de pepino
Este remédio é um dos mais populares e conhecidos no mundo da estética. O pepino ajuda a reduzir o inchaço do rosto, graças ao ácido cafeico e à vitamina C que o compõe. Além disso, sua aplicação não requer muito esforço.

O que você precisa?
2 fatias de pepino
Descubra: Combata a flacidez e as rugas com gel de pepino e babosa

O que você deve fazer?
Descasque o pepino e corte duas rodelas.
Deixe esfriar na geladeira por algumas horas.
Quando você perceber que elas estão frias o suficiente, retire-as da geladeira e coloque-as sobre os olhos.
Deixe suas propriedades agirem sobre a pele por 15 minutos, e lave com bastante água morna.
5. Claras de ovos

Apesar de não ser tão conhecida como a anterior

Este remédio se caracteriza por ser extremamente eficaz. A clara de ovo contém vitamina B12, que ajuda a melhorar a circulação e proporciona maciez à pele. Por isso, ajuda a reduzir as olheiras.

O que você precisa?
1 clara de ovo
O que deve fazer?
Bata a clara de ovo até que esteja em ponto de neve.
Em seguida, com um pincel, aplique a clara de ovo na área das olheiras, logo abaixo dos olhos.
Deixe agir por 15 minutos, e retire com água fria.
Com a aplicação diária desses remédios as olheiras diminuirão, e sua manifestação será muito menos frequente e mais controlada. Agora você já sabe que pode aproveitar as propriedades desses produtos naturais contra as olheiras, e que também são muito fáceis de usar.

Colágeno: o que é, para que serve, benefícios, função, onde encontrar

Colágeno é uma proteína e representa aproximadamente 25% da parte desses aminoácidos que formam o corpo humano. Está espalhado em diferentes locais como tendões, ossos, pele e dentes.

Não é por acaso que a palavra “colágeno” é uma derivação do grego “Kola”, pois é essencial para que vários processos orgânicos aconteçam, entre eles de unir órgãos.

Buscar por recursos que possam auxiliar para que os níveis deste elemento se façam presentes por mais tempo no corpo humano, é hoje um dos grandes desafios da indústria farmacêutica e estética.

Contudo, entender e ouvir falar como o colágeno pode diminuir as chances de um tumor se alastrar por exemplo, ainda é incomum. Pesquisas mais recentes, aos poucos estão sendo publicadas e nos fazem entender como essa proteína pode interferir positivamente retardando o alastramento da tumefacção.

Sabe-se ainda que o processo de homeostase tem grande ligação com a quantidade de colágeno, aliás é dependente desta.

Unificar as células do tecido de humanos e de outros animais, tornando-as fortes e resistentes, a fim de alcançar a cicatrização ou a manutenção da elasticidade são argumentos levados em consideração ao escolher essa proteína para rejuvenescimento.

Podemos ainda confiar no colágeno para emagrecer? Quais as outras propriedades e funções ele pode oferecer? O que é colágeno hidrolisado?

Essas e várias outras dúvidas serão respondidas ao longo deste artigo preparado pela equipe de redação Dicas de Treino. Continue a leitura!

O que é Colágeno

Como dito, é uma proteína do tipo fibrilar, encontrada no tecido formado por vários tipos de células presentes em animais e humanos.

Proteínas fibrilares nada mais são que macromoléculas muito longas e com vários filamentos que caracterizam a elasticidade em alguns órgãos como tendões, ligamentos e outros tecidos conectivos (servem para dar forma e estrutura).

Podemos entender como sua função é relevante, apalpando órgãos como nariz e orelha, que parecem se “dobrar” ao toque, sem ocasionar dor ou desconforto.

O organismo produz colágeno, mas, assim como outros elementos com o decorrer da idade quedas são inevitáveis. Estima-se que por volta dos 30 anos, mulheres sentem a redução.

Flacidez, aumento da celulite, unhas quebradiças, dores nas articulações e até aumento de chances de fratura, são todos sintomas da queda de colágeno.

Existem ainda subdivisões do colágeno em tipo 1, 2, 3 sendo as principais e demais secundárias. O tipo 1 tem relação com ossos, tendões, ligamentos, tecido intersticial e dentes.

Enquanto que o tipo 2 está mais evidente nas cartilagens e no olho. Já, do tipo 3 pode ser encontrado nos músculos, pele e vasos sanguíneos.

Alimentos e outros hábitos positivos ajudam a manter os níveis dessa proteína, contudo, nos últimos 50 anos pesquisas apontam os suplementos com base nos mesmos aminoácidos que o corpo produz, como a melhor e mais eficiente forma de repor o colágeno perdido.

Um dos itens mais conhecidos para auxiliar no consumo dessa proteína é a gelatina, que é sem dúvida um alimento muito apreciado pela singularidade no paladar e estrutura.

Apesar de formada com a homogeneização de oligopeptídeos que passam pelo processo de hidrolise, a gelatina tem pouca significância quando o assunto é repor colágeno.

Em se tratando de suplementação eficiente e eficaz, o Colágeno_Hidrolisado da Growth Supplements é a solução como veremos adiante.

Para que serve o Colágeno

Talvez não saiba, mas no colágeno podemos encontrar 8 aminoácidos essenciais e 1 não essencial que é o Triptofano. Entre esses presentes, Glicina, Hidroxiprolina e Prolina representam 50%.

Porém, é necessário salientar que só a prolina e a glicina são superiores em 20 vezes no colágeno em relação a outras proteínas.

Tudo isso, eleva o poder do colágeno que serve com eficiência para prover e melhorar a estrutura da pele, deixando-a firme e com elasticidade natural. É tanto um preventivo como reparador, pois mantém as células da derme e de órgãos internos unidas e firmes.

Recorrer a suplementação é essencial aos primeiros sinais de queda na produção, que normalmente aparecem na meia idade.

Alguns sinais que instigam que a produção de colágeno esteja diminuindo podem ser percebidos especialmente na pele e com mais relevância aos 50 anos, mas, conforme o estilo de vida e pré-disposição genética, algumas pessoas são acometidas pela queda ainda muito jovens.

Leia também:
Benefícios do Kefir para Pele e Cabelo

COLÁGENO_e ELASTINA – Eu quero é mais!

Como fazer Chá de Hibisco gelado para Emagrecer?

De acordo com pesquisas – mulheres com 25 anos passam a perder em torno de 1% da possibilidade de produzir colágeno anos após ano. E já nessa fase da vida, aumento da flacidez, aparecimento de rugas faciais, sinais de desidratação, tornam-se presentes e influenciam na saúde e tônus da pele.

Entretanto, outros indícios servem de argumento para buscar a reposição desta proteína, como exemplo:

Cabelos com o fio mais finos;
Surgimento de estrias;
Unhas quebradiças;
Ligamentos fracos;
Diagnóstico de osteoporose e osteopenia.
Como pode perceber, a função do colágeno é sistemática e congruente para todas as fases da vida, principalmente para otimizar a estruturação de órgãos e providenciar a mobilidade sem dores ou inconvenientes.

Além da capacidade de agrupar células protegendo órgãos internos com ação semelhante a um “andaime” ou “capa”.

Benefícios do Colágeno

Para compreender os benefícios da suplementação com colágeno retomemos a composição da molécula deste elemento. Essa, que consiste na continuidade literal de 3 aminoácidos, que são Glicina (Gly), Prolina (X) e hidroxilisina (Y), além da alanina.

No organismo, o suplemento servirá como estimulador a produção de colágeno em locais determinado como cartilagens e pele, por exemplo, mas, ainda benefícios particulares serão aproveitados como no caso da:

#Glicina: Importante para crescimento muscular, síntese de glicose e digestão;

#Prolina: Indispensável para dar sustentação e deixar a pele firme;

#Hidroxilisina: Essencial para a coagulação e síntese de vitaminas como a C;

#Alanina: Anti-fadigante muscular.

Quando integrados, esses aminoácidos trazem ao organismo benefícios gigantes e que podem ser percebidos visivelmente. Entre eles podemos destacar:

Ampla prevenção para o estiramento e ruptura das fibras que formam tecidos musculares;

Diminui a probabilidade de desenvolver inflamações cutâneas como a celulite;
Melhora consideravelmente a elasticidade;
Possibilita que unhas fiquem mais fortes evitando quebras;
Ajuda a selar a cutícula capilar evitando danos aos fios;
É um dos preventivos mais eficientes para evitar rugas e linhas de expressão.
Mas, é para prover a saúde óssea e estrutural que os benefícios do colágeno precisam ser aproveitados.

De acordo com o instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas de São Paulo, somente o colágeno é que pode promover que cartilagens, responsáveis por atenuar o atrito ósseo, fiquem livres da osteoartrite, por exemplo.

Além desse comentário, a coordenadora do Centro de Pesquisas Sanavita, localizado em São Paulo, Andrea Frias, são os peptídeos (glicina, hidroxiprolina e prolina) que servem para auxiliar que fibras se formem para “articulações de aço”.

A condição humana e a falta de Colágeno

Quando ocorre a falta desenvolvemos a doença conhecida como colagenose. Entre os inconvenientes que ela causa, estão a má formação dos ossos; inflamações recorrentes onde músculos de juntam; rigidez muscular; doenças na pele e crescimento longitudinal prejudicado.

Situações genéticas influencia para a pouca produção de colágeno, em particular em órgãos como coração, olhos e esqueleto. Três situações são apontadas como prováveis para a pouca eficiência da proteína, são elas:

1. Síndrome de Ehlers-Danlos (cútis elástica, síndrome do homem elástico): Caracteriza-se pelo defeito na síntese de colágeno que leva a articulações frágeis, extrema fadiga e mais uma dezena de problemas de saúde. É rara e não tem cura.

2. Síndrome de Marfan: Decorrente da má formação de cromossomos, manifesta-se ainda na infância com a caracterização da altura elevada, membros superiores alongados, deformidades torácicas, oculares e outros.

3. Osteogênese: ossos extremamente frágeis que se quebram muito facilmente.

Dietas carentes de micro e macronutrientes (principalmente proteínas com constituição bioquímica de polipeptídeos) são causadores do déficit.

Contudo, o desgaste em decorrência da idade que pode ainda ser acelerado devido a ação de radicais livres, toxicidade ambiental, vícios e o próprio declínio hormonal, também interferem negativamente para a perda.

Analisemos ainda mais duas situações para compreender a importância do colágeno na vida humana:

Para esportistas: Que necessitam cuidado redobrado com articulações, ossos e músculos e neste caso devem buscar atender as demandas com a dieta e suplementação como veremos adiante.

Para idosos: Graças aos peptídeos de colágeno, o superávit na mobilidade e estimular células dos tecidos em torno das articulações e auxiliar para manter a massa magra, será garantido.

Colágeno natural o que é?

Buscar na dieta – uma forma de agregar colágeno ao organismo – é fundamental em qualquer estágio da vida.

A lista de alimentos indispensáveis nessa proposta, passa principalmente por fontes de aminoácidos semelhantes aos encontrados na molécula orgânica.

Podemos destacar os seguintes alimentos como fontes naturais de colágeno:

Carnes vermelhas e brancas diversas;
Peixes, ostras e outros frutos do mar;
Ovos;
Frutas vermelhas e outros com vitamina C;
Nozes, castanhas e amêndoas;
Aveia;
Pimenta;
Tomate;
Beterraba;
Vegetais diversos em especial os de cor verde forte;
Chá branco.
Entretanto, suplementos a base de peptídeos de colágeno são providencias para auxiliar na reposição.

Fórmulas prontas que prometem auxiliar na manutenção dos níveis, como também aumentar essa proteína, devem conter também boas quantidades de minerais (zinco e selênio), vitaminas em especial a C, quantidade relevante de proteína e acima de tudo…

… não oferecer quantidades altas de carboidratos e energia, o que poderia levar a ganho de peso.

Muitas marcas estão disponibilizadas no mercado com a descrição “fórmula natural de colágeno”, entretanto, é importante conferir o perfil do fabricante, assim como composição e avaliação da fórmula.

Colágeno Hidrolisado

Para chegar ao colágeno hidrolisado as proteínas são “quebradas” através da hidrólise, onde a cadeia maior da molécula é dividida e outras moléculas contendo água são adicionadas.

A partir disso, novos fragmentos surgem, contudo com tamanho ideal para que o organismo (trato intestinal) absorva com maior êxito, favorecendo que o colágeno chegue rapidamente a corrente sanguínea.

O colágeno hidrolisado tem a biodisponibilidade comprovada em estudos. Um deles, ocorreu em 1999 e utilizou camundongos como cobaias. Neste estudo, verificou-se que a maior parte do suplemento (90%) é absorvido nas 6 horas seguidas após a ingestão e a maior parte fica retida na derme.

Já, na análise feita em 2005, pode-se afirmar que boa parte dos peptídeos também são absorvidos no plasma.

Leia também:
Benefícios do Kefir para Pele e Cabelo

COLÁGENO_e ELASTINA – Eu quero é mais!

Como fazer Chá de Hibisco gelado para Emagrecer?

Estudos mais recentes apontam que o colágeno hidrolisado é também relevante para fazer crescer cabelos e unhas. Mas, os efeitos para evitar tumores, principalmente diminuindo a proliferação de células doentes é o resultado mais significativo nas pesquisas.

Vale ressaltar que as propriedades funcionais e nutricionais do colágeno hidrolisado, são fundamentais para auxiliar na construção de músculos e de acordo com literaturas pode também auxiliar no emagrecimento.

As duas funções para perda de peso – as quais ainda estão sendo estudadas – incluem a suplementação como forma de maximizar o efeito saciador e também o modo positivo de ação para acréscimo de energia diário.

Diferença para o colágeno em cápsula para o colágeno em pó

A dinâmica química e os estudos efetivos oferecem o colágeno artificial em diferentes formas e funções.

Leia também: Skin renov funciona

Hoje, podemos encontrar colágeno em sachês, balas, barras nutritivas e até bombons com a proteína.

Entretanto, versões em pó e cápsulas são tradicionais e as mais consumidas. A principal diferença entre uma e outra é a concentração e a funcionalidade.

Enquanto a versão em pó oferece uma concentração melhor com mínimo de 9g de colágeno por unidade, a versão cápsula oferta entre 500mg até 1g por unidade (valor muito aquém para que efeitos se mostrem).

Além disso, seria necessário consumir muitas cápsulas por dia (mais de 10) para chegar a bons índices de reposição no organismo, o que resultaria em investimento muito superior caso optasse pelo colágeno em pó.

Isso sugere que mesmo sendo a versão pó menos funcional, vale investir a fim de garantir o objetivo.

Leia também: Fascia reclame aqui

Como tomar o colágeno

Se optar pela substância em cápsulas poderá consumir durante o dia, distribuído em tomadas ou em uma única vez.

É importante consumir paralelamente sucos naturais sem açúcar de frutas com vitamina C e alimentos que contenham minerais.

Já em pó pode ser adicionado a vitaminas e iogurtes entre as refeições principais.

A atenção na concentração que o fabricante diz ofertar no suplemento, deve ser mantida para que não consuma pouco ou muito colágeno.

Perguntas e Respostas

Colágeno ajuda engordar?
Não. Ao contrário, muitos produtos para emagrecer contem colágeno na fórmula.

Vale aqui destacar a pesquisa publicada no site especialista em esclarecimentos sobre suplementação Nutrition Advisor, que foi feita com 50 pessoas obesas consumidoras de colágeno hidrolisado.

Durante 30 dias, uma colher do suplemento foi adicionada a dieta e surpreendentemente após 90 dias a média de emagrecimento do grupo alcançou mais de 4 kg.

Colágeno ajuda emagrecer?
Sim ele é um coadjuvante para o emagrecimento, sendo indicado inclusive para suplementar nos períodos de dieta.

Entretanto, não há provas científicas que o colágeno emagrece por si só, mas, o senso popular afirma que um efeito colateral (aliás muito bem visto) é o emagrecimento. Que acontece naturalmente após algum tempo da suplementação.

Qual o melhor Colágeno?
O colágeno é um dos suplementos mais democráticos que existe, pois serve para homens e mulheres com taxas próximas a zero de efeitos colaterais.

Porém, é fundamental escolher somente marcas recomendadas como por exemplo o Colágeno_Hidrolisado da Growth Spplements.

Elaborado com matéria-prima excepcional e de acordo com padrões rigorosos de qualidade é o suplemento ideal a base de colágeno para proteger articulações, melhorar a pele e afastar o envelhecimento, como também somar para benefícios extraordinários, entre eles diminuição das chances de desenvolver hipertensão, problemas estomacais e úlceras.

Além disso é um suplemento diferenciado para atletas que visam a construção muscular e pessoas que precisam emagrecer.

Onde comprar Colágeno?
Para mais segurança e garantir um produto original, com preço justo e entrega rápida, acesse a página de vendas da Growth Supplements e solicite o Colágeno Hidrolisado. É fácil e confiável, clique aqui e confira!

Como sempre, a equipe Dicas de Treino preparou este post para esclarecer como aproveitar os benefícios da suplementação, neste caso, do colágeno hidrolisado.

Sugerimos partilhar este artigo na sua rede social preferida e enviar perguntas sobre o assunto no chat abaixo.

Babosa possui ação hidratante e cicatrizante

Saiba como aproveitar os benefícios desta planta é aliada do cabelo e da pele

A babosa é o nome popular da Aloe Vera, uma planta também conhecida como Aloé Vera, Caraguatá, Erva babosa, Babosa de botica ou Babosa de jardim. O nome popular “babosa” se deve por sua característica gelatinosa (a baba). Encontram-se catalogadas mais de 200 espécies de Aloe. Originária do norte de África, a babosa é famosa por seus benefícios estéticos e fitoterápicos.

A babosa tem propriedades regeneradoras e funciona como um antioxidante natural. Vários estudos internacionais têm ampliado os conhecimentos científicos a respeito dos efeitos benéficos da babosa na saúde das pessoas. Entre eles ação anti-histamínica, anti-inflamatória e antioxidante. Ela pode também estimular a síntese de colágeno e é um vasoconstritor.

O gel da babosa tem resultados positivos para pesquisa clínica da psoríase e herpes simples. A cicatrização de ferimentos e de acne possui resultados misturados nas pesquisas clinicas e portanto não há comprovação científica isolada para estas entidades.

No Brasil, seu uso tem autorização somente em produtos cosméticos e em medicamentos fitoterápicos de uso tópico com a função cicatrizante. Por ser classificada na categoria de “novos alimentos”, a aloe vera precisa de registro junto a Anvisa para ser comercializada nos alimentos.

Nutrientes
As folhas são a melhor fonte dos metabílitos ativos da aloe vera. O gel é rico em resina de aloe, ditranol, crisarobina, alantoína, salicilatos, flavonoides e polissacarídeo. Todos estes são os princípios ativos que tem propriedade terapêutica.

Entenda como a babosa ajuda na hidratação – Foto: Getty Images
Nos últimos anos, centros de pesquisas e universidades de vários países têm estudado os segredos da babosa, identificando em seu gel (baba) componentes como: cálcio, magnésio, sódio, potássio, selênio e zinco; as vitaminas, A, B1, B2, B3, B5, B6 e C; mono e polissacarídeos incluindo Acemanana, que é imunoestimulante.

Benefícios em estudo da babosa
Ação hidratante: A seiva da babosa, encontrada em sua parte interna, tem poder acelerador e regenerativo das células da pele. Por isso, a planta é muito utilizada em cremes, loções e pomadas. Seus ativos potencializam a hidratação e a cicatrização.

Ação cicatrizante: O ingrediente ativo da babosa é a aloe vera, que tem reconhecidamente uma ação anti inflamatória, calmante e cicatrizante. Há produtos cosméticos e medicamentos fitoterápicos de uso tópico com a função cicatrizante. O ideal é que seja recomendado pelo médico. Cientificamente ainda não há a comprovação isolada da babosa como tendo ação cicatrizante.

Aliada do cabelo: A babosa é uma planta bastante conhecida por seus benefícios de hidratação para pele e cabelo, tanto que existe uma variedade enorme de produtos compostos a base de Aloe Vera, nome científico da planta babosa.

Saiba mais: Muito além da hidratação: conheça mais oito benefícios do hidratante facial

Leia também: vantagens da Babosa

Babosa contribui para a melhor cicatrização – Foto: Getty Images
A babosa possui dezoito aminoácidos essenciais à formação de proteínas, além de vitaminas A, C, E, B1, B2, B3, B6, B12 e B13 e ainda conta com mais de vinte minerais, tudo isso faz com que seja conhecida como a planta da saúde e beleza, pois seus benefícios vão além da questão estética. Devido ao poder hidratante, a babosa melhora a maciez e maleabilidade do cabelo. Existem muitos produtos industrializados, como shampoos e cremes com babosa em sua composição.

Boa contra a herpes: A herpes é uma doença viral geralmente benigna, causada pelos vírus Herpes simplex 1 e 2, que afeta principalmente a mucosa da boca ou região genital, mas pode ter graves complicações neurológicas. Não tem cura, mas alguns remédios podem ser utilizados para diminuir os sintomas. Há referências científicas de que o gel da babosa é antiviral contra herpes simples e varicela zoster. Contudo, não é orientado aplicar a planta caso tenha a doença, isto porque se a babosa for aplicada diretamente na pele pode causar irritação, piorando a lesão, e sua casca pode ser nociva para a saúde. O ideal é consultar o médico dermatologista.

Como consumir
A babosa tem sido muito utilizada para uso tópico, em cremes, loções, pomadas, sabonetes, shampoos, já que seus ativos contribuem para potencializar a hidratação e a cicatrização. No Brasil, produtos à base de Aloe vera de uso tópico estão autorizados como fitoterápico para cicatrização. No entanto, não há registro de medicamento a base de Aloe vera para uso oral.

Em outros países, a aloe vera tem sido empregada como suplemento indicado e vendido para tratamento de obesidade. Pela Legislação Brasileira, somente cosméticos e medicamentos fitoterápicos podem ser fabricados industrialmente com esta planta. Alimentos como suco e isotônico vendidos em outros países não têm sua produção autorizada no Brasil.

Não são recomendadas receitas caseiras para o consumo da babosa, pois a casca externa da babosa apresenta substâncias tóxicas quem podem desencadear sérios problemas de intoxicação estomacal.

Cuidados ao adquirir
Não utilize a planta natural, adquira apenas produtos à base de aloe vera autorizados pela ANVISA. Alimentos e bebidas ou qualquer outra forma de ingerir a aloe vera não são autorizados pela ANVISA. O uso da babosa deve ser tópico e em casos de hidratação e/ ou cicatrização. Siga a recomendação específica do produto sobre a aplicação.

Efeitos colaterais da babosa
Há relatos de diarreia, disfunção dos rins e dermatites devido à ingestão da babosa. O uso tópico da planta pode causar alergias, irritação e edema local. O informe técnico da ANVISA indica que as substâncias antraceno e antraquinona presentes na aloe vera são mutagênicas, ou seja, podem causar mutação nas células humanas. Segundo o documento, a aloe vera apresenta produtos de biotransformação potencialmente tóxicos. Assim não possuem efeitos somente imediatos e facilmente correlacionados com sua ingestão, mas também efeitos que se instalam em longo prazo e de forma assintomática, podendo levar a um quadro clínico severo, algumas vezes fatal.

Riscos do consumo em excesso da babosa
A babosa contém substâncias que podem alterar o funcionamento do sistema digestivo, se consumida em excesso.

Creme para celulite funciona (ou você está sendo enganada?)

Usar um creme anticelulite também é um importante aliado no combate ao fibro edema gelóide desde que tenha os ingredientes certos como cafeína, lipocidina, coenzima Q10 ou centella asiática, por exemplo.

Esse tipo de creme ajuda a acabar com a celulite porque confere uma pele mais firme, diminuem o tamanho das células de gordura e melhora a circulação local, sendo um importante coadjuvante do tratamento. Eles podem ser comprados em farmácias, drogarias, lojas de produtos naturais e também encontram-se disponíveis na internet. Confira aqui algumas boas opções e porque cada ingrediente ajuda na eliminação do fibro edema gelóide.

Leia também: Skin renov Anvisa

Ingredientes
Celludestok (Vichy)

Cafeína: ajuda a eliminar a gordura localizada
Ácido Salicílico:renova as células e facilita a ação da cafeína
LHA: esfolia e renova a pele
Lipocidina: também ajuda a eliminar a gordura localizada
Bye-Bye Celulite (Nivea)

Coenzima Q10 e L- Carnitina: ajuda na eliminação da gordura localizada e melhora a pele
Extrato de Lótus: reduz a formação de novas celulites
Cellu-sculpt (Avon)

Cafeína, Ginkgo biloba,ginseng: Combatem as células adiposas
Malva: Melhora a circulação e a aparência da pele
Bodyactive (O boticário)

Cafeína e Centella Asiática e Escina (derivado da Castanha da Índia): melhoram a circulação sanguínea, combatem as células de gordura
​Como usar
Geralmente é aconselhado aplicar o creme anti celulite em toda a região afetada, por exemplo barriga, flancos, glúteos, coxas e braços, 2 vezes ao dia, especialmente depois do banho. Para ativar melhor a circulação e consequentemente melhorar a penetração do creme, é aconselhado fazer uma esfoliação na pele, nas regiões com celulite, e logo a seguir aplicar o creme.

Leia também: Creme firmador funciona

O creme deve ser aplicado sempre no sentido ascendente, e por isso deve-se aplicar primeiro próximo ao joelhos e fazer o movimento de deslizamento até a virilha, insistindo na região interna e lateral da coxa, para facilitar o retorno venoso. Veja nestas imagens como deve ser feita a aplicação do creme, respeitando o sentido da drenagem linfática.

Assista o vídeo seguinte e veja o que realmente funciona para acabar com a celulite:

Como acabar com a celulite
Além do uso do creme anticelulite adequado, recomenda-se seguir uma dieta balanceada, realizar exercícios, especialmente para pernas e glúteos, e realizar sessões de drenagem linfática para vencer esta luta. Isso tudo é importante porque a celulite é causada por diversos fatores e adotar somente uma estratégia de tratamento não é suficiente.

A alimentação deve ser diurética e é indispensável reduzir os alimentos ricos em gordura, açúcar e beber bastante água. Também é recomendado praticar exercícios todos os dias, durante cerca de 1 hora para queimar gordura, mas além de exercícios aeróbicos como corrida, caminhada ou bicicleta, e também exercícios anaeróbicos, como a musculação. Confira aqui alguns exemplos de exercícios contra celulite que pode fazer em casa.

Outras técnicas que também auxiliam na eliminação de celulite e flacidez da pele são os tratamentos estéticos como ultrassom, lipocavitação ou radiofrequência, por exemplo. A drenagem linfática logo a seguir, melhora ainda mais os resultados.

Certos dias do mês a celulite pode ficar mais evidente, principalmente em que tem tendência à ter retenção de líquidos uns dias antes ou durante a menstruação, assim esse tratamento deve ser seguido durante, pelo menos, 10 semanas para poder comparar os resultados do antes e depois.

Olheiras, rugas, linhas de expressão, manchas e rosácea: os melhores tratamentos para o rosto

Olheiras, rugas, linhas de expressão, manchas e rosácea: os melhores tratamentos para o rosto

Para as olheiras
Quando nem compressas de camomila e camadas de corretivo resolvem as manchas escuras abaixo dos olhos, a solução pode estar no consultório médico.

— É preciso analisar cada caso para ver se o problema é escurecimento ou profundidade. Na maior parte dos casos, é necessário fazer as duas coisas. Se a olheira é mais profunda, primeiro preenchemos e depois clareamos — explica a clínico-geral Danuza Dias Alves.

Além do preenchimento e de cremes indicados por dermatologistas, outros procedimentos podem ajudar a suavizar o efeito panda. Veja:

Fototerapia

Por meio da aplicação do laser luz de led, a produção de colágeno é estimulada. Isso também ajuda nos pontos escurecidos da pele, clareando o local.

— É o chamado efeito Cinderela, que também hidrata a pele – diz a cirurgiã especialista em plástica facial Melissa Zandonai, do One Day Spa.

Cuidado: não é recomendado utilizar cremes que contenham ácido na fórmula enquanto você está em tratamento. Consulte seu dermatologista antes de combinar outros tratamentos a este.

Carboxiterapia

O objetivo é melhorar a circulação de sangue abaixo dos olhos e, assim como na fototerapia, estimular a produção de colágeno para deixar a pele mais clara. Como o próprio nome dá a entender, na carboxiterapia é realizada uma aplicação subcutânea de gás carbônico na pálpebra inferior. Este tipo de procedimento auxilia também a eliminar pigmentos e toxinas. O tratamento é indicado principalmente para os casos de olheira associados à flacidez na área dos olhos.

Especial Donna Beleza
:: Os melhores tratamentos para gordura localizada
:: Depilação para sempre: tire suas dúvidas sobre tratamentos definitivos
:: 6 tratamentos estéticos que te ajudam a combater a celulite

Para manchas
É difícil encontrar quem não se incomode com pelo menos uma manchinha na pele. Sejam os melasmas, que aparecem devido à exposição solar e a alterações hormonais, até aqueles sinais “café com leite”, as manchas podem ser tratadas com diferentes técnicas, de acordo com a intensidade.

Campeão entre os procedimentos mais pedidos do inverno, o peeling ajuda a melhorar a textura, clarear e suavizar manchas da pele.

— É uma forma acelerada de esfoliação com vários agentes, que resulta em uma destruição controlada com posterior regeneração dos tecidos — resume a cirurgiã Melissa Zandonai.

Leia também: Skin renov Anvisa

Há opções com resultados mais leves, como o peeling mecânico – de cristal e diamante – quanto o químico, feito com ácidos. Um dos mais eficazes é o peeling de fenol médio, que promove uma descamação profunda. Enquanto o mecânico pode ser feito semanalmente, o de fenol médio é recomendado uma vez a cada seis meses.

— Além de tratar manchas, também ajuda a uniformizar o tom da pele, além de devolver o brilho, remover células mortas e diminuir a oleosidade. No caso do fenol, também ajuda no combate às rugas e promove um rejuvenescimento em torno de cinco anos — garante a médica do One Day Spa.

Leia também: Creme para rugas

Para rugas e linhas de expressão
Conforme os anos passam, as expressões deixam marcas na pele – que podem ser as chamadas linhas, mais leves, ou até rugas mais profundas. Entre as causas, estão tanto o movimento natural e repetitivo dos músculos do rosto quanto fatores externos, como estresse, má alimentação e exposição ao sol. Mas a principal razão do aparecimento das marcas é a perda de colágeno, responsável pela elasticidade da pele. Veja a seguir os tratamentos recomendados:

Botox

Para se livrar das rugas mais profundas, um dos tratamentos mais pedidos nos consultórios segue sendo a toxina botulínica, o popular botox.

— É o procedimento mais realizado no mundo, muito seguro — garante a dermatologista Karin Weiss. — Assim como os preenchimentos, o botox não tem época, mas vale a pena fazer no inverno pois o frio também é anti-inflamatório, o que ajuda a reduzir o inchaço e qualquer edema. É o preferido de quem quer um resultado bem natural.

A médica explica que o botox nada mais é do que o veneno retirado de uma bactéria, que promove uma paralisia quando aplicado na musculatura responsável pelas rugas de regiões como a sobrancelha ou a área ao redor dos olhos. Também ajuda quem quer atenuar marcas na testa, no nariz, canto da boca e até para melhorar o contorno do rosto ou do pescoço. O objetivo é repor a gordura da região malar, que perdemos com o tempo e que se acumula na parte inferior das bochechas, que confere aquele aspecto de flacidez no rosto.

Preenchimento

Quando se fala em linhas que ficam mais à superfície – os chamados “pés de galinha” –, a sugestão é aplicar substâncias exatamente no local afetado, que repõem o volume de gordura perdido com o tempo. Os preenchimentos mais comuns são o ácido hialurônico e o polilático, que ajudam a deixar as linhas de expressão mais suaves, além de melhorar o contorno facial.

— Com o preenchimento, é possível reverter cerca de 60% os efeitos do envelhecimento na pele — explica a médica Danuza Dias Alves, da Clínica Leger.

No bigode chinês, o efeito dura seis meses, enquanto nas maçãs do rosto pode chegar a dois anos. Mais: se a pessoa não gostar do resultado, é possível até reverter em cerca de duas horas.

Há também quem opte pela lipoenxertia, procedimento em que a própria gordura da paciente é aplicada no rosto. Feito no próprio consultório, o tratamento tem como vantagens os resultados rápidos, visíveis logo após a aplicação, e também a menor taxa de rejeição.

Laser fracionado

Conhecido também como laser de C02, o procedimento promove uma espécie de queimadura na pele, que acaba por estimular a produção de colágeno nas áreas lesionadas.

Depois de uns três dias, a cútis se recupera e o resultado é um efeito mais liso.

— É um tratamento mais agressivo. Recomendamos para quem pode ficar afastado — indica Danuza Dias Alves.

Dermaroller

Assim como o laser, promove a produção de colágeno e elastina por meio de pequenas lesões, causadas por um instrumento de rolagem com agulhas.

A pele intacta ao redor do “furinho” reage para a cicatrização, que fica mais firme e renovada.

— O procedimento deixa a pele avermelhada por cerca de 72h, conforme a penetração das agulhas — alerta a fisioterapeuta Fernanda Brasil Bocca, da Clínica Bergmann.

Para as rosáceas
Sabe aquele efeito de pele ruborizada além da conta, principalmente no nariz, bochechas e testa? Trata-se da rosácea, doença inflamatória crônica que não tem cura, mas pode ser amenizada com remédios de uso tópico, prescritos pela dermatologista. Para diminuir a vermelhidão, outra alternativa são os tratamentos em laser, como a luz intensa pulsada.

— É uma luz que tem como objetivo apagar as veinhas do rosto. A pistola tem vários comprimentos de onda, que queimam manchas com melanina e a hemoglobina, os vasinhos vermelhos. Também melhora a produção de colágeno e suaviza manchas finas — explica a dermatologista Karin Weiss.