Mês: janeiro 2019

Remédio para emagrecer

Todo mundo sabe que emagrecer não é nada fácil, por isso, a cada dia, surgem mais dietas, e cada uma mais restritiva ou bizarra que a outra, impossíveis de serem seguidas por muito tempo, o que resulta na volta dos pesos perdidos, pouco tempo após terminar a dieta.

Em função disso, vem crescendo a procura por cirurgias bariátricas, geralmente, um recurso utilizado após tentativas fracassadas de tratamentos de todos os tipos.

Mas, antes de se submeter à cirurgia, os remédios ainda são vistos como uma opção menos invasiva e, portanto, que oferece menos riscos, o que, vale saber, não é bem assim, já que alguns medicamentos causam muitos danos á saúde, de uma forma geral, muitas vezes, desencadeando sérios problemas.

Por isso, quem opta em resolver problemas de sobrepeso com remédios, deve saber que não é a opção mais saudável e que mesmo os mais potentes não garantem uma perda de peso eficaz.

Geralmente, remédios atuam inibindo o apetite, com isso, a massa muscular sofre perda e o metabolismo fica completamente desregulado, resultando na volta do peso em pouquíssimo tempo, prejudicando a saúde por completo.

E mais, é preciso muita cautela ao se submeter a tratamentos com remédios, pois, muitos são proibidos pela agência de saúde. Por isso, se essa for sua opção, é fundamental que tenha o acompanhamento médico.

É preciso estar ciente de que os remédios para emagrecer costumam causar efeitos sérios e precisam ser tomados com muito cuidado.

Preparamos abaixo uma lista com os remédios mais conhecidos, como eles agem, para quem são indicados e quais seus efeitos colaterais, confira:

Sibutramina
Um dos remédios para emagrecer mais conhecidos, a Sibutramina é o primeiro da lista, e age sobre alguns neurotransmissores, como serotonina, noradrenalina e dopamina, e dessa forma, consegue reduzir o apetite. Ele tem a venda liberada, porém, só com prescrição médica.

A Sibutramina é muito indicada, principalmente, para aqueles pacientes com IMC maior que 30, quando dieta e exercícios não conseguem fazer efeito.

Efeitos colaterais
Como já foi dito, esse tipo de medicamento costuma ter efeitos colaterais, e no caso da Sibutramina, é contraindicada para quem tem hipertensão, diabetes ou risco aumentado de doenças cardiovasculares, pois pode apresentar os seguintes efeitos colaterais:

Boca seca
Constipação
Dor de cabeça
Insônia.
Vale ressaltar que também são observadas alterações de humor, que, apesar de muito comum, devem ser relatadas ao médico.

Orlislat
Outro medicamento muito usado em tratamentos para emagrecer é Orlislat, porém, ele não atua diretamente na fome, saciedade ou outros mecanismos metabólicos, na verdade, ele age na absorção de gordura, inibindo que 30% dela seja assimilada pelo corpo, sendo eliminada em maior quantidade nas fezes.

Por isso, ele costuma ser mais usado como um complemento de outros tipos de remédios para emagrecer.

Geralmente, orlislat é recomendado para pessoas que ingerem muita gordura e têm dificuldades em cortá-la da alimentação.

Efeitos colaterais
Ao tomar esse medicamento é preciso se preparar para possíveis diarreias, principalmente, quem costuma ingerir muita gordura, causando um certo desconforto.

Saxenda
Devidamente aprovado pela Anvisa, o Saxenda é um remédio para emagrecer quem tem a liraglutina como princípio ativo, o mesmo do remédio Victoza, usado para tratar o diabetes. Na verdade, após alguns tratamentos, se descobriu que além de melhorar a glicose no sangue, reduz a sensação de fome.

Por isso, ao contrário dos outros medicamentos de uso oral, o saxenda deve ser injetado sob a pele.

Saxenda deve ser utilizado em conjunto com dieta e atividade física, sendo recomendado para adultos com índice de massa corporal acima de 30 kg/m2, ou IMC acima de 27 kg/m2, com alguma condição relacionada ao excesso do peso, como hipertensão, diabetes tipo 2 ou alterações de colesterol.

Foi observado que o medicamento funciona melhor em pessoas com problemas metabólicos, já que ele também preserva o pâncreas.

Uma grande vantagem de utilizar Saxenda para emagrecer é o fato dele não afetar o humor do paciente, como a maioria dos remédios para emagrecer.

Efeitos colaterais
Vale saber que o uso de Saxenda pode causar o desenvolvimento de pancreatite, cálculos em vesícula biliar e risco de hipoglicemia, este último em pacientes com diabetes tipo 2. Portanto, seu uso deve ser muito criterioso.

Fluoxetina
Já, o remédio fluoxetina é mais indicado para quando o excesso de peso está associado à ansiedade, já que o medicamento age controlando a ansiedade, a fim de reduzir a compulsão alimentar.

No caso, o uso desse medicamento serve mais como um coadjuvante na perda de peso, sendo mais indicado para pessoas que possuem obesidade associada à depressão, ou então em casos de obesidade relacionados a uma condição médica chamada Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Fluoxetina é indicado para pacientes com IMC maior ou igual a 30 e um diagnóstico de depressão ou TAG feito por um psiquiatra.

Efeitos colaterais
Como possíveis efeitos colaterais da fluoxetina, podemos citar:

Cansaço (fadiga)
Diarreia
Dor de cabeça
Insônia
Náusea
Vale saber que, de acordo com estudos, após 6 meses de uso, a modesta perda de peso obtida inicialmente com o uso de fluoxetina, aos poucos, vai se perdendo.

Bupropiona
A Bupropiona é um antidepressivo mais indicado para o emagrecimento do que a fluoxetina, já que ajuda a reduzir a compulsão.

Geralmente, seu uso é indicado para aqueles pacientes que apresentam algum quadro psiquiátrico, como depressão ou compulsão alimentar, e só deve ser uma opção, quando a dieta e os exercícios físicos sozinhos não forem eficazes para o emagrecimento.

Efeitos colaterais
Por causar insônia, boca seca, cefaleia e, até mesmo, poder causar convulsões, taquicardia, hipertensão, urticária e manchas na pele, o tratamento com esse medicamento só deve ser feito com acompanhamento médico.

Anfetaminas (Anfepramona, Femproporex e Mazindol)
As anfetaminas, como Anfepramona, Femproporex e Mazindol, são uma classe de medicamentos chamados de anorexígenos, pois agem diretamente reduzindo o apetite.

Embora sejam medicamentos proibidos por aqui, já existe uma sanção aguardando aprovação do presidente do Brasil, para que medicamentos derivados dessas substâncias voltem a ser comercializados.

O uso desses medicamentos é muito polêmico, justamente, por inibir, a fome quase que completamente.

Efeitos colaterais
Como qualquer remédio para emagrecer, eles só fazem efeito durante o tratamento, ou seja, não melhoram o metabolismo do paciente e nem promove educação alimentar, o que quer dizer que, após o tratamento, os quilos perdidos, retornam, e com força total.

O pior é que, podem trazer sérias alterações comportamentais, como ansiedade, irritabilidade, insônia, tremores e depressão.

Quando usar remédios para emagrecer?
Como já foi dito, remédios costumam fazer efeito só durante o tratamento, não promovendo mudanças de hábitos e nem uma reeducação alimentar, que são as únicas atitudes que, realmente, vão garantir a perda de peso definitiva.

Remédios, portanto, nunca devem ser a primeira opção para o emagrecimento, tanto por não serem uma solução definitiva, quanto por seus inúmeros efeitos colaterais.

O ideal é que o paciente aposte em novos hábitos, mude os que estiverem errados, aposte em uma alimentação equilibrada e pratique atividades físicas, caso não veja resultado, aí, então, a dica é procurar ajuda especializada, que irá apontar o melhor tratamento para perder peso de uma forma saudável.

Remédios e cirurgias, na verdade, devem ser opção para pessoas que, de outras formas, não conseguem chegar ao peso ideal, por exemplo, pessoas com IMC acima de 30, ou pessoas com IMC acima de 27 e doenças metabólicas, aí sim, nesses casos, os efeitos colaterais dos medicamentos não irão superar os benefícios possíveis.

Remédios naturais para emagrecer
Mas, quem prefere apostar em opções naturais, nesse caso, já existem no mercado algumas soluções que fazem muito sucesso entre as pessoas que vivem fazendo dieta. Confira algumas:

Leia também: Kifina é bom

Quitosana: substância extraída do exoesqueleto de insetos ou crustáceos, ela age como uma fibra, promovendo saciedade. Além disso, estudos feitos em animais mostraram que a quitosana pode interferir muito na digestão e absorção de gorduras pelo trato intestinal, facilitando a excreção destas gorduras nas fezes dos animais. Porém, não há estudos que comprovem seus benefícios diretamente no emagrecimento em seres humanos.

Goji berry: atual queridinho de quem vive em briga com a balança, alguns estudos, realmente, comprovam, que o goji berry consumido em suco pode ajudar a emagrecer, já que pessoas com baixo consumo de vitamina C podem ser mais resistentes a perder massa gorda. No entanto, ele precisa ser aliado a uma alimentação equilibrada.

Leia também: Phytophen é bom

Konjac: raiz famosa por suas propriedades emagrecedoras, porém, também não há comprovação científica sobre sua eficácia em seres humanos.

Leia também: melhor Remédio caseiro para emagrecer Anvisa

Faseolamina: substância presente no feijão branco cru, reduz a absorção dos carboidratos. Porém, é preciso muita cautela ao consumir esse alimento cru, pois em excesso pode fazer mal à saúde.

Leia também: Farinha seca barriga é bom

Remédios caseiros para emagrecer funcionam?
Remédios caseiros, na verdade, podem ser ótimos aliados das dietas, como um complemento, dentre as opções caseiras, listaremos algumas abaixo:

Chás diuréticos: são ótimos para reduzir a retenção de líquido do corpo, o que ajuda a reduzir poucos quilos na balança. No entanto, chás diuréticos com outras propriedades emagrecedoras, como o chá de hibisco, podem ser interessantes, desde que também sejam aliados a uma dieta mais saudável, e o chá verde, o qual estudos apontam que umas das catequinas presentes nesse chá, a epigalocatequina galato (EGCG), estimula diversas enzimas que controlam o metabolismo das gorduras, incentivando a quebra delas, promovendo o emagrecimento.

Água com berinjela: não tem estudos que comprovem seu benefício na perda de peso, ou que os nutrientes do vegetal sejam passados para a água. A dica é aproveitar os benefícios da berinjela in natura, consumindo-a refogada ou grelhada.

Água com gengibre: Devido ao afeito termogênico, o gengibre na pode, sim, ajudar no emagrecimento, mas, claro, se aliado a uma dieta balanceada e com menos calorias.

Considerações
Enfim, como já foi dito, emagrecer requer mudança de hábitos e uma alimentação equilibrada, só dessa forma se irá garantir que o peso adquirido após a dieta seja mantido.

Jamais confie ou siga dietas restritivas, elas não promovem perda de peso permanente, já que são impossíveis de serem seguidas por toda a vida, além de colocarem a saúde em risco.

Se está com dificuldade em emagrecer, então, procure um especialista, que vai poder lhe orientar para o melhor tratamento.

Apenas quando essas atitudes não surtirem efeitos é que se deve apelar para soluções mais radicais, como tratamentos à base de remédios ou cirurgias, sempre com acompanhamento médico.

Chá Para Emagrecer – 15 Melhores, Como Tomar e Dicas em Alimentos Para Dieta

Um chá sempre é uma boa pedida para aqueles dias frios, para aliviar uma dor de garganta ou simplesmente para relaxar. Porém, existem vários tipos de chás que podem te ajudar até na luta contra a balança. Vamos conhecer os tipos de chá para emagrecer e expor seus benefícios abaixo.

1. Chá Verde
O chá verde é provavelmente o melhor chá para perder peso porque acelera o metabolismo. Pesquisas mostram que substâncias encontradas no chá verde são responsáveis por acelerar o metabolismo e ajudar na perda de peso. Tomando chá verde diariamente, é possível queimar até 70 calorias por dia.

De acordo com 17 estudos clínicos, o chá verde está relacionado a níveis mais baixos de açúcar no sangue. Além disso, ele tem poder antioxidante. A catequina presente neste chá emagrecedor é um antioxidante que acelera o metabolismo e ajuda a queimar gordura. É importante atentar para a fonte do chá – sempre prefira as fontes orgânicas, pois essas contém níveis menores de sódio.

Em um estudo que durou 12 semanas, os participantes tomaram de 4 a 5 xícaras de chá verde por dia e praticaram 25 minutos de exercícios físicos por dia. Quando comparados com os participantes que não tomaram o chá, foi observado que os que o consumiram perderam mais peso do que os demais. Isso ocorre devido à presença da catequina, uma substância que quebra o tecido adiposo desencadeando a liberação de gordura das células de gordura. Logo em seguida, com o metabolismo acelerado pela mesma substância, o fígado tem sua capacidade aumentada de transformar essa gordura quebrada em energia. Assim, o indivíduo perde peso mais facilmente.

Como tomar: ferva a água e coloque 1 colher de sopa para cada litro de chá. Desligue o fogo e deixe o chá em infusão por 10 minutos. Suas propriedades são preservadas por ate 24h se armazenado na geladeira.

Veja mais: Como fazer chá verde para melhores resultados.
2. Chá Oolong
O chá de oolong tem origem na China, onde oolong significa “dragão preto”. É um chá leve e floral que, assim como o chá verde, contém catequinas que ajudam a promover a perda de peso através do aumento da capacidade do corpo de metabolizar a gordura.

Um estudo do Chinese Journal of Integrative Medicine descobriu que os participantes que tomaram este chá regularmente perderam cerca de 3 kg em 6 semanas.

Outras pesquisas mostram que esse chá tem um efeito mais forte que o chá verde, podendo promover uma queima de gordura até 157% mais eficaz. Além disso, o chá oolong é antioxidante, acelera o metabolismo, queima e bloqueia a absorção de gordura, é bom para diabetes tipo 2, doenças cardíacas, reduz a pressão arterial, previne deterioração dos dentes e melhora pele.

ARTIGOS COMPLEMENTARES
15 Opções de Chá Natural para Emagrecer
A Bebida que Você Deve Tomar Toda Manhã para Perder Peso
Chá para Perder Barriga – 10 Melhores, Como Fazer e Dicas para Emagrecer
4 Bebidas Anti-Inflamatórias para Acelerar seu Metabolismo
Algumas pesquisas concluíram também que o chá oolong reduz o colesterol e aumenta os níveis da adiponectina que previne a obesidade.

Como tomar: faça uma infusão do chá oolong de 30 segundos a 5 minutos, para uma xícara mais forte.

Veja mais: Chá oolong emagrece? Dicas e benefícios.
3. Chá Branco
O chá branco é ótimo para reduzir a exposição ao fluoreto que está presente em outros chás para emagrecer. Ele é também mais eficaz que o chá verde no combate a germes. Além disso, apresenta efeito antibacteriano, antiviral e antifúngico e é rico em antioxidantes.

Um estudo publicado na revista Nutrição e Metabolismo mostrou que o chá branco pode simultaneamente impulsionar a degradação de gordura e bloquear a formação de novas células gordurosas devido a substâncias presentes em sua composição que são ativas nas células de gordura humana.

Como tomar: aqueça a água e antes de surgirem as primeiras bolhas, apague o fogo. Acrescente a erva e abafe por cinco minutos.

Veja mais: Chá branco emagrece? Mais que o chá verde? Como preparar?
4. Chá Rooibos ou Chá Vermelho
O chá rooibos é um ótimo chá para emagrecer feito a partir de uma planta cultivada na África do Sul. Ele é eficaz para a perda de gordura devido à presença de um flavonóide chamado aspalatina. Pesquisas mostram que esse composto é capaz de reduzir os hormônios do estresse que desencadeiam fome e o acúmulo de gordura.

Desta forma, ele ajuda a regular os hormônios de armazenamento da gordura que estão relacionados a casos de doenças como hipertensão, síndrome metabólica, doenças cardiovasculares, resistência à insulina e diabetes tipo 2.

Como tomar: faça uma infusão desse chá e tome antes das refeições.

Veja mais: Chá rooibos emagrece? Benefícios e dicas.
5. Chá de hibisco
De acordo com numerosos estudos, os flavonóides e outros compostos encontrados na planta de hibisco ajudam a neutralizar o inchaço influenciando a forma como a aldosterona, o hormônio que regula o equilíbrio de água e eletrólitos, afeta o corpo. Assim, este chá para perder peso reduz o inchaço na região abdominal e ajuda na perda de peso.

Como tomar: aqueça a água até começar a ferver, acrescente o hibisco seco e desligue o fogo. Deixe em infusão por até 10 minutos. O chá pode ser consumido quente ou gelado durante o dia.

Veja mais: Chá de hibisco – Para que serve, benefícios, como tomar e propriedades.
6. Chá de Kola Nut
Com uma contagem de cafeína maior do que o café, esse chá emagrecedor acelera seu metabolismo.

Em um estudo publicado na revista Physiology & Behavior, um aumento de 3 a 4% na taxa metabólica foi medido em indivíduos magros e obesos após uma única dose de 100 mg de cafeína presente na kola nut.

Como tomar: prepare uma infusão com até 2 colheres de chá por dia. Não tome em excesso devido a alta quantidade de cafeína presente.

7. Chá de gengibre
O gengibre não é só uma das especiarias mais saudáveis ​​do planeta, mas também combate a inflamação. De acordo com numerosos estudos, o gengibre, tradicionalmente usado para aliviar a dor estomacal, bloqueia vários genes e enzimas no corpo que promovem a inflamação causadora de inchaço.

Para melhorar o sabor, é possível adicionar cravo e canela ao chá.

Como tomar: lave bem e corte ou rale o gengibre. Espere a água ferver e adicione o gengibre. Tampe a panela, reduza o fogo e deixe aquecer de 8 a 10 minutos.

Veja mais: Como usar o chá de gengibre para perder peso.
8. Chá de Ashwagandha
O estresse é um fator que interfere negativamente na perda de peso. Um estudo recente em Penn State descobriu que as pessoas que reagem mal a situações estressantes aumentaram os níveis de inflamação em seus corpos e a inflamação está diretamente ligada à obesidade, bem como ao desenvolvimento de doenças como diabetes, doenças cardíacas e câncer.

Quando uma pessoa está ansiosa ou estressada, os hormônios do estresse como o cortisol, conhecido como “hormônio da gordura da barriga”, ganham força. Esse hormônio é capaz de extrair os lipídios (gordura) presentes na corrente sanguínea e armazená-los formando células de gordura.

O chá de ashwagandha reduz os hormônios do estresse que pode te prejudicar se você quer emagrecer. Um estudo publicado no Indian Journal of Psychological Medicine descobriu que o extrato da raiz de ashwagandha melhora de forma segura e eficaz a resistência de um indivíduo para o estresse e melhora a qualidade de vida.

Como tomar: esquente a água até ferver, em seguida desligue o fogo e coloque a raíz ou folhas da planta e deixe em infusão por até 10 minutos.

Veja mais: Chá de Ashwagandha – O que é, como tomar, efeitos colaterais e qual comprar.
9. Chá de Erva Mate
A erva mate é cultivada e tomada aqui na América do Sul como medicamento há séculos. Há estudos que indicam que ela combate doenças, inclusive o câncer.

Algumas das enzimas antioxidantes mais importantes no corpo são induzidas pelo mate. Essa erva é rica em polifenóis e mostra uma grande atividade antioxidante. Pessoas que bebem chá mate experimentam um aumento significativo de uma enzima que promove o colesterol HDL (bom).

Como tomar: esse chá para emagrecer pode ser tomado antes ou após as refeições, mas não exagere devido à grande quantidade de cafeína.

Veja mais: Chá mate emagrece mesmo?
10. Matcha
Este chá contém o mesmo componente presente no chá verde, porém em quantidades bem mais significativas.

Estudos mostraram que ele pode simultaneamente impulsionar a lipólise (a quebra da gordura) e bloquear a adipogênese (a formação de células de gordura), particularmente na região da barriga.

Como tomar: este chá deve ser preparado cuidadosamente para não empelotar. O pó deve ser adicionado à água quase fervente (de 70 a 80 graus). O chá não deve ser filtrado pois o pó se acumula no fundo do recipiente e deve ser ingerido imediatamente.

Veja mais: Matcha emagrece? O que é, benefícios, onde comprar e como tomar.
11. Chá Feiyan
O chá feiyan é uma infusão preparada com plantas medicinais que contêm componentes eficazes para reduzir o acúmulo de gordura. O consumo regular desse chá para emagrecer ajuda a melhorar seu metabolismo, reduzir o inchaço, diminuir o apetite, desintoxicar o corpo e se livrar do excesso de gordura. Esse chá não contém aditivos químicos e é seguro para consumo regular sem efeitos colaterais.

Esse é um dos chás para emagrecedor com resultados mais rápidos. Isso porque um dos primeiros resultados aparentes de uma desintoxicação é justamente a perda da barriga. Um mês de administração desse chá mostrou resultados de 2 a 4 quilos de redução no peso.

Como tomar: faça uma infusão com a planta e tome várias vezes ao dia.

12. Chá de Goji
A planta a partir da qual os gojis são colhidos é uma terapia medicinal asiática tradicional para diabetes, que também apresenta um efeito de emagrecimento. Em um estudo publicado no Journal of the American College of Nutrition, os participantes receberam uma única dose de chá de goji ou um placebo após uma refeição. Os pesquisadores descobriram que uma hora após a dose, o grupo que consumiu goji estava queimando calorias a uma taxa 10% maior do que o grupo placebo e tais efeitos duraram até quatro horas.

A maioria dos chás de goji são misturados com chá verde, aumentando ainda mais sua queima de calorias.

Veja mais: Como fazer chá de goji berry – Receita, benefícios e dicas.

Como preparar: ferva a água e adicione goji. Desligue o fogo e deixe em infusão por até 10 minutos.

13. Chá de Bérberis ou Barberry
O caule, a fruta e a casca de raízes dessa planta contêm berberina, uma substância química poderosa. Um estudo realizado por pesquisadores chineses revelou que a berberina pode prevenir o ganho de peso e o desenvolvimento da resistência à insulina em ratos que consumiam uma dieta rica em gordura.

Estudos anteriores também descobriram que consumir o chá pode aumentar o gasto de energia e ajudar a diminuir o número de receptores na superfície das células de gordura, tornando-os menos propensos a absorver a gordura ingerida.

Como tomar: ferva a água, adicione uma colher de folhas de barberry e deixe ferver por mais 15 minutos.

14. Chá de Kava Kava
Kava Kava ajuda na luta contra a ansiedade, que interfere negativamente na perda de peso.

Em um estudo, 120 mg de kava kava foram administrados diariamente ao longo de 6 semanas para pacientes com insônia induzida pelo estresse. Os resultados sugeriram uma melhoria estatisticamente significativa na qualidade do sono.

Outro estudo recente publicado no Journal Eating and Weight Disorders colocou a ansiedade como um dos fatores mais importantes associados ao ganho de peso. Isso porque foi verificado que até dois terços das pessoas com distúrbios alimentares também sofrem de ansiedade.

Em doses muito altas, o kava kava pode causar toxicidade hepática e prejudicar o funcionamento do fígado. Assim, tome o chá com moderação e os benefícios serão muito agradáveis.

Como tomar: este chá para emagrecer é preparado a partir da raíz ou do pó preparado a partir da raíz. Ferva a água, adicione a kava kava e deixe em infusão por alguns minutos. Retire a raíz antes de ingerir.

Veja mais: Kava kava emagrece? Para que serve e efeitos colaterais.
15. Chá de Porangaba
A planta de onde esse chá é obtido produz frutos vermelhos parecidos com grãos de café. Essas plantas são nativas da América do Sul e são encontradas no Brasil.

O chá de porangaba contém substâncias como cafeína, alantoína, ácido alantóico e potássio, que ajudam na perda de peso. Esse chá é conhecido por promover a perda de peso, redução de apetite além de sua ação diurética e redução de acúmulos de gordura e celulite.

Como tomar: a dose recomendada para perda de peso é de 1 porção de chá 30 minutos antes de cada refeição para reduzir o apetite.

Até agora, vimos os 15 chás para emagrecer mais utilizados. A seguir, veremos outros 9 chás que também têm um impacto positivo e podem fazer parte da sua dieta:

16. Chá de Puer
Na China, ele é conhecido como um chá medicinal, mas aparentemente também é bom para curar ressaca. O chá puer melhora o metabolismo, diminui a pressão arterial e o colesterol, melhora a digestão e desintoxica o corpo.

Como tomar: é recomendado o consumo de até 4 xícaras de chá por dia.

17. Chá de Anis Estrelado
Anis estrelado é o fruto de uma pequena árvore verde nativa da China que pode ser usado no tratamento de problemas digestivos como diarréia e náusea. É um dos melhores chás para emagrecer e perder a barriga, já que alguns problemas de digestão podem ser os responsáveis por uma barriga saliente.

Como tomar: esse chá é preparado colocando uma vagem inteira do fruto em uma xícara de água quente por cerca de 10 minutos.

18. Chá de Rosas
Um dos chás mais antigos disponíveis, o chá de rosas é feito com uma mistura de pétalas e brotos de rosas e tem um grande efeito terapêutico no corpo humano. É também um ótimo chá para emagrecer devido ao fato de agir contra a prisão de ventre, que acaba te deixando um pouco inchado na região abdominal e atrapalha a perda de peso.

Além de eliminar toxinas e deixar a pele mais bonita, o chá de rosas contém vitaminas A, B3, C, D e E e é conhecido por agir contra infecções.

Como tomar: lave bem as pétalas e brotos da rosa e leve ao fogo com água. Ao ferver, desligue o fogo e deixe em infusão por 5 minutos.

Leia também: Phytophen reclame aqui

19. Chá de Limão
O chá de limão pode ajudar a combater o inchaço devido ao seu conteúdo de d-limoneno. O composto, que é encontrado no óleo da casca cítrica, tem sido usado por seus efeitos diuréticos desde a antiguidade.

Até recentemente, não haviam descobertas científicas que provassem isso, mas um estudo em animais publicado no Journal of the Pharmaceutical Society of Japan confirmou que o d-limoneno pode realmente prevenir a retenção de líquidos.

Leia também: chá de Kombucha

Como tomar: Lave bem as cascas do limão e coloque em água para aquecer. Desligue após a fervura. É possível adicionar um pouco de mel para ficar mais gostoso e consumir uma vez ao dia.

Veja mais: Como fazer chá de limão – Receita e dicas.
20. Chá de Valeriana
A insônia é uma grande vilã contra a perda de peso. Isso porque ela pode impactar negativamente o hormônio regulador do apetite. O sono de qualidade, por outro lado, alimenta a produção de hormônios de queima de gordura, tornando-se uma prioridade máxima se você estiver tentando perder alguns quilos.

Leia também: Kifina Anvisa

A valeriana é uma erva que é considerada como um sedativo suave. Em um estudo com mulheres, pesquisadores deram a metade delas um extrato de valeriana enquanto o restante tomou um placebo. Cerca de 35% das pessoas que receberam a valeriana relataram melhora na qualidade do sono, contra apenas 4% do grupo que recebeu o placebo.

Como tomar: deixar a erva em infusão em água quente por até 10 minutos. É preciso consumir com moderação para evitar dores de cabeça e sonolência.

Veja mais: Benefícios da valeriana – Para que serve, chá e mais.
21. Chá de Mirtilo ou Blueberry
Consumir chá de mirtilo pode ajudar a reduzir a inflamação induzida por inchaço, de acordo com um estudo publicado na revista Molecular Nutrition & Food Research.

Para chegar a essas descobertas, os pesquisadores dividiram os participantes em dois grupos; um grupo recebeu uma dieta que incluiu o equivalente a 1 xícara e meia de chá de mirtilo, enquanto o outro grupo seguiu uma dieta de controle que não incluiu o chá. No final do experimento, o grupo que ingeriu o chá de mirtilo apresentou uma inflamação significativamente menor do que as pessoas que não consumiram o chá.

Como tomar: deixe ferver a água. Em seguida adicione o mirtilo deixando ferver por mais 10 minutos. O chá pode ser tomado quente ou gelado.

Veja mais: Benefícios do mirtilo – Para que serve e propriedades.
22. Chá de Camomila e Lavanda
O chá de camomila e lavanda evita a fadiga e a depressão, reduzindo o estresse que vem com a insônia. O estresse reduzido impede níveis aumentados de inflamação, que são diretamente ligados ao peso e às alterações do açúcar no sangue, como obesidade e diabetes.

Um estudo alemão descobriu que o chá de camomila melhorou significativamente os sintomas físicos relacionados à falta de sono e até ajudou a diminuir os níveis de depressão no período crônico de privação de sono.

Como tomar: faça uma infusão do chá por alguns minutos.

23. Chá de Lúpulo
O lúpulo, um composto presente também na cerveja, é uma planta sedativa cuja atividade farmacológica se deve principalmente às resinas amargas em suas folhas. O lúpulo aumenta a atividade de um neurotransmissor que ajuda a combater a ansiedade, aliviando a pressão do sistema nervoso e causando a redução da produção dos hormônios do estresse.

Como tomar: use os cones da erva, semelhantes a flores. Coloque uma xícara com água fervente sobre uma colher de chá de lúpulo e deixe em infusão por 10 minutos. Consuma antes de dormir.

24. Chá de Hortelã
O chá de hortelã tem uma propriedade interessante relacionada ao seu aroma. Enquanto alguns aromas podem desencadear a fome, outros podem suprimir o apetite. É o caso do chá de hortelã.

Um estudo publicado no Journal of Neurological and Orthopaedic Medicine descobriu que pessoas que cheiraram o aroma da hortelã a cada 2 horas perderam uma média de 2,5 kg por mês. Além disso, ingerir o chá de hortelã acelera a digestão e te ajuda a queimar mais calorias.

Veja mais: Chá de hortelã emagrece mesmo?
Como tomar: basta adicionar uma boa quantidade de folhas em uma panela com a quantidade desejada de água, levar ao fogo e ferver de 5 a 10 minutos.

Leia mais https://www.mundoboaforma.com.br/cha-para-emagrecer-15-melhores-como-tomar-e-dicas/#3E2qh4oR4Xm2mWPS.99

Descubra os 5 degraus para ter um emagrecimento saudável

Emagrecer exige muita força de vontade, disciplina e mudança de hábitos. Mas não é só isso. O psicólogo Diogo Montal sugere que para um processo de emagrecimento saudável e efetivo é necessário mudar também a forma de pensar em relação a alimentação e treinos. Veja, abaixo, cinco degraus importantes que devem ser considerados antes de iniciar o processo de emagrecimento saudável.

Leia também: Phytophen é bom

Confira 5 dicas para um emagrecimento saudável:

1. ESTABELEÇA UMA META – O psicólogo Diogo Montal diz que é importante determinar uma meta objetiva e clara, que vai tirá-lo de sua zona de conforto. Sem uma meta ficamos à deriva do acaso sabotador e caímos no auto engano do “conforto atual”. A meta geral é emagrecer. Mas se uma pessoa precisa eliminar 100 kg é preciso pensar no tempo que isso levará. Subdivida sua meta em semanas, dias e até turnos para ficar mais fácil. Estabelecer um vetor concreto e realizável é sair do marasmo. | Foto: Getty Images
1 de 7

Leia também: Dietas de emergência funcionam

De acordo com o psicólogo, até aqui você se moverá efetivamente em busca de sua meta, trabalhando o pensamento, comportamento, e ainda colocando em prática todos os conceitos ensinados nas dicas. “O resultado é consequência do que você realizou e com qualidade, o verbo fazer moldará o seu sucesso final. Viva o presente! Mudar a atitude e fazer a ação diariamente vai preencher o espaço vazio entre o quero e o de fato emagrecer”, completa.

Leia também: Kifina é bom

Além das dicas motivacionais para o psicológico, existem também 37 dicas práticas com pequenas mudanças de hábitos que podem ser a chave para conquistar seu objetivo. Uma delas é evite sal em excesso, pois ele aumenta a retenção de líquidos. Principalmente para as mulheres, no período pré-menstrual.

Descubra as verdadeiras causas da ereção suave

Quando você ouve as palavras “bandagem macia” ou “disfunção erétil”, você considera uma condição que afeta apenas homens mais velhos? Embora a idade seja certamente um determinante do risco de ser impotente, ela pode afetar homens de todas as idades. Problemas de disfunção sexual podem ser difíceis ou embaraçosos, especialmente em um homem em idade avançada, mas é um problema que afeta mais pessoas do que você pensa. Se você diz para si mesmo: “Por que eu sou suave? Você não está sozinho!

Embora os homens que você vê nos comerciais de Viagra sejam geralmente idosos de cabelos brancos, a verdade é que uma porcentagem significativa dos homens afetados é bastante jovem. De fato, um estudo publicado no Journal of Sexual Medicine relata que um em cada quatro casos de impotência é diagnosticado em homens com menos de 40 anos de idade. Pesquisas sugerem que 40% dos homens na casa dos quarenta sofrem de disfunção sexual e 50% dos homens na casa dos cinquenta.

Com a disfunção erétil que afeta homens cada vez mais jovens, o que você pode fazer para evitar se tornar uma estatística e evitar uma ereção suave no momento mais importante? Tudo começa com o reconhecimento das causa sou fatores que podem aumentar o risco de desenvolver disfunção erétil e tomar medidas para corrigi-los, se possível. Aqui estão alguns dos principais fatores de risco para uma ereção fraca.

Conheça o estimulante sexual masculino chamado Tauron.

Eu não bato mais … por quê? 10 causas insuspeitas

Embora você possa pensar que sua tenra idade o protege da disfunção erétil, a idade é apenas um dos muitos fatores de risco que podem contribuir para a disfunção erétil. Aqui estão os dez principais fatores de risco:

  • obesidade
  • produtos farmacêuticos
  • Desequilíbrio hormonal
  • Problemas médicos
  • Má circulação
  • Condições psicológicas
  • Consumo de drogas / álcool
  • Maus hábitos alimentares
  • fumador
  • Estilo de vida sedentário

Embora a falta de ereção forte pareça afetar os homens cada vez mais jovens, a consciência dos fatores que aumentam o risco de desenvolver esse problema permanece baixa. De acordo com uma pesquisa realizada na Polônia, quase 50% dos homens tratados por doença cardíaca isquêmica não conseguiram nomear um dos seis principais fatores de risco para a impotência sexual. Isso é importante porque muitos dos fatores de risco de banda flexível  são evitáveis ​​ou reversíveis … ou ambos.

Ter tempo para aprender sobre condições ou hábitos que podem aumentar o risco de ter uma ereção fraca é a chave para fazer mudanças saudáveis ​​que poderiam impedir o desenvolvimento da doença ou, se você já estiver com sintomas, reverter naturalmente. Vamos dar uma olhada mais de perto nos dez principais fatores de risco.

  1. Obesidade – O excesso de peso ou obesidade pode aumentar o risco de muitos problemas de saúde, incluindo disfunção erétil. Pesquisas sugerem que quase 80% dos homens com problemas de ereção têm um IMC de 25 ou mais. Ter um IMC entre 25 e 30 aumenta seu risco em 1,5 vezes e um IMC superior a 30 vezes o risco de ter esse problema.
  2. Medicamentos – Medicamentos prescritos geralmente vêm com uma longa lista de efeitos colaterais indesejados, e para muitos deles, a disfunção erétil está na lista. Antidepressivos, beta-bloqueadores, anti-histamínicos, anti-histamínicos, agentes quimioterápicos e hormônios sintéticos são algumas das drogas mais prováveis ​​de causar um problema de ereção macia.
  3. Desequilíbrio Hormonal – Hormonas desempenham um papel em muitas funções vitais do corpo e até mesmo um ligeiro desequilíbrio pode afetar sua libido, bem como a sua capacidade de se curvar mais forte e naturalmente . A testosterona é o principal hormônio envolvido na disfunção erétil, mas um desequilíbrio de outros hormônios causados ​​por problemas de tireóide ou pituitária também pode contribuir.
  4. problemas médicos – problemas de saúde que afetam a sua circulação (tais como diabetes tipo 2, doença cardíaca e pressão arterial elevada ) pode aumentar o risco de impotência. A síndrome metabólica, colesterol alto e doença de Parkinson e outros distúrbios neurológicos, também pode ter um efeito.
  5. Má circulação sanguínea – muitas vezes causada por uma doença cardíaca, má alimentação ou danos vasculares causadas por diabetes , má circulação é um dos principais fatores que contribuem para a disfunção eréctil. Se o fluxo sanguíneo para o pênis não é o suficiente, você não pode obter ou manter uma ereção dura.

Creme para celulite funciona (ou você está sendo enganada?)

Usar um creme anticelulite também é um importante aliado no combate ao fibro edema gelóide desde que tenha os ingredientes certos como cafeína, lipocidina, coenzima Q10 ou centella asiática, por exemplo.

Esse tipo de creme ajuda a acabar com a celulite porque confere uma pele mais firme, diminuem o tamanho das células de gordura e melhora a circulação local, sendo um importante coadjuvante do tratamento. Eles podem ser comprados em farmácias, drogarias, lojas de produtos naturais e também encontram-se disponíveis na internet. Confira aqui algumas boas opções e porque cada ingrediente ajuda na eliminação do fibro edema gelóide.

Leia também: Skin renov Anvisa

Ingredientes
Celludestok (Vichy)

Cafeína: ajuda a eliminar a gordura localizada
Ácido Salicílico:renova as células e facilita a ação da cafeína
LHA: esfolia e renova a pele
Lipocidina: também ajuda a eliminar a gordura localizada
Bye-Bye Celulite (Nivea)

Coenzima Q10 e L- Carnitina: ajuda na eliminação da gordura localizada e melhora a pele
Extrato de Lótus: reduz a formação de novas celulites
Cellu-sculpt (Avon)

Cafeína, Ginkgo biloba,ginseng: Combatem as células adiposas
Malva: Melhora a circulação e a aparência da pele
Bodyactive (O boticário)

Cafeína e Centella Asiática e Escina (derivado da Castanha da Índia): melhoram a circulação sanguínea, combatem as células de gordura
​Como usar
Geralmente é aconselhado aplicar o creme anti celulite em toda a região afetada, por exemplo barriga, flancos, glúteos, coxas e braços, 2 vezes ao dia, especialmente depois do banho. Para ativar melhor a circulação e consequentemente melhorar a penetração do creme, é aconselhado fazer uma esfoliação na pele, nas regiões com celulite, e logo a seguir aplicar o creme.

Leia também: Creme firmador funciona

O creme deve ser aplicado sempre no sentido ascendente, e por isso deve-se aplicar primeiro próximo ao joelhos e fazer o movimento de deslizamento até a virilha, insistindo na região interna e lateral da coxa, para facilitar o retorno venoso. Veja nestas imagens como deve ser feita a aplicação do creme, respeitando o sentido da drenagem linfática.

Assista o vídeo seguinte e veja o que realmente funciona para acabar com a celulite:

Como acabar com a celulite
Além do uso do creme anticelulite adequado, recomenda-se seguir uma dieta balanceada, realizar exercícios, especialmente para pernas e glúteos, e realizar sessões de drenagem linfática para vencer esta luta. Isso tudo é importante porque a celulite é causada por diversos fatores e adotar somente uma estratégia de tratamento não é suficiente.

A alimentação deve ser diurética e é indispensável reduzir os alimentos ricos em gordura, açúcar e beber bastante água. Também é recomendado praticar exercícios todos os dias, durante cerca de 1 hora para queimar gordura, mas além de exercícios aeróbicos como corrida, caminhada ou bicicleta, e também exercícios anaeróbicos, como a musculação. Confira aqui alguns exemplos de exercícios contra celulite que pode fazer em casa.

Outras técnicas que também auxiliam na eliminação de celulite e flacidez da pele são os tratamentos estéticos como ultrassom, lipocavitação ou radiofrequência, por exemplo. A drenagem linfática logo a seguir, melhora ainda mais os resultados.

Certos dias do mês a celulite pode ficar mais evidente, principalmente em que tem tendência à ter retenção de líquidos uns dias antes ou durante a menstruação, assim esse tratamento deve ser seguido durante, pelo menos, 10 semanas para poder comparar os resultados do antes e depois.